domingo, 27 maio, 2018

7 regras que precisam ser quebradas em um casamento

O conselho de “nunca dormir brigados” pode fazer mais mal do que bem

Casados, solteiros, viúvos e divorciados: todo mundo tem algum palpite para dar sobre o casamento. Contudo, a verdade é que cada relacionamento é diferente, por isso aquilo que funciona para a sua tia-avó casada há 55 anos pode não funcionar para você.

Mais ainda: alguns conselhos clássicos podem não fazer mais sentido nos casamentos atuais, ainda mais se pensarmos em quanto as relações entre os parceiros mudaram, sejam eles do sexo oposto ou do mesmo sexo. Por isso, aqui estão sete regras que casais emocionalmente maduros não precisam mais seguir nos dias de hoje:

1. Se você não o satisfizer em casa, ele vai procurar outra na rua

Além de criar insegurança em relação ao seu parceiro ou parceira, esse conselho ainda coloca o sexo como um recurso capaz de “segurar” um casamento. Isso sem falar que, de acordo com essa regra, ambos os parceiros seriam obrigados a ter relações, mesmo sem vontade, sob o risco de provocar uma traição!

Embora o sexo seja uma parte importantíssima em um relacionamento amoroso, na maior parte das vezes a infidelidade está muito mais ligada ao caráter e a alguma situação psicológica da pessoa que trai do que ao número de relações sexuais que ela tem com o parceiro ou a parceira “oficial”.

2. É melhor fingir que concorda do que arrumar uma briga

Você realmente não precisa passar uma semana sem falar com o parceiro porque ele deixou a tampa do vaso levantada, mas isso não significa que você deva esconder suas preferências o tempo todo apenas para evitar conflitos.

Ao longo do tempo, as insatisfações acumuladas acabam se transformando em ressentimento e sensação de nulidade diante do parceiro, algo que definitivamente é prejudicial a um casamento. Relacionamentos saudáveis não são aqueles nos quais não existe conflito, mas sim aqueles cujos parceiros são capazes de encontrar uma solução para as diferenças.

3. Não esconda nada do seu parceiro ou parceira

Grandes preocupações em relação à saúde ou às finanças realmente devem ser compartilhadas com quem está vivendo ao seu lado, assim como outros aspectos que dizem respeito ao relacionamento propriamente dito. Contudo, isso não quer dizer que sua vida pertence ao parceiro e vice-versa.Lembre-se de que, antes de ser um casal, vocês são duas pessoas únicas, e é necessário manter certa individualidade para que vocês possam se relacionar. Por isso, vocês dois devem reservar tempo e espaço para suas atividades pessoais, famílias e amigos, sem que essa privacidade represente uma ameaça ao casamento.4. Manda quem pode, obedece quem tem juízo

Já faz algumas décadas que as mulheres não precisam mais se casar por uma simples necessidade financeira, e muitas de nós inclusive ganham mais dinheiro que nossos parceiros. Contudo, mesmo que haja uma diferença entre os recursos econômicos de vocês, isso não significa que aquele que ganha mais possa “mandar” mais no relacionamento.Quando o parceiro que ganha mais tem mais poder, a outra pessoa muito provavelmente vai se sentir magoada e diminuída. Por isso, em vez de nutrir um relacionamento baseado em disputa de poder e de quem tem mais dinheiro, é muito mais saudável estabelecer uma relação baseada na parceria e cooperação.

5. Vocês nunca devem dormir brigados

Esse conselho até tem uma boa intenção por trás, pois ele estimula que vocês “coloquem os pingos nos is” antes de dormir para iniciar um novo dia livre de desentendimentos. Entretanto, muitas vezes isso significa que um dos parceiros vai pedir desculpas da boca para fora e que o outro vai fingir que as aceitou – enquanto, na verdade, o problema continua existindo.Ainda, pode ser que vocês precisem acordar cedo no dia seguinte, e ter uma DR até a madrugada pode não ser a decisão mais inteligente, ainda mais quando os ânimos estão exaltados.Por isso, pode ser mais interessante respeitar o tempo de cada um para processar seus sentimentos, esperar a raiva passar e, aí sim, ter uma boa conversa para esclarecer o motivo do desentendimento entre vocês – mesmo que seja no dia seguinte.

6. Nunca aborreça seu parceiro com assuntos de que ele não gosta

Se alguma coisa está te incomodando, você deve sim conversar sobre isso com o seu parceiro ou a sua parceira – mesmo quando você sabe que se trata de um assunto que pode deixá-lo irritado ou aborrecido. Varrer os problemas para baixo do tapete é um caminho certo para o desastre.Para evitar gerar conflitos desnecessários, porém, é preciso escolher um momento apropriado, quando vocês estejam sozinhos e dispostos a se dedicar a esse assunto, e manter a conversa em um tom tranquilo – gritos e choro não vão ajudar muito nessas horas. Procure expressar a forma como você se sente sem fazer acusações e se mostre aberta ao que o parceiro tem a dizer.

7. Cuidar da casa e dos filhos é mais natural para a mulher

Talvez no tempo das cavernas isso fosse verdade, mas hoje já está bem claro que todos os moradores de uma casa devem contribuir para que o ambiente esteja limpo e organizado e já se sabe que os filhos não são feitos apenas por uma pessoa. Não podemos negar que a educação recebida por meninos e meninas ainda é muito diferente no que se refere a esses assuntos, mas qualquer adulto com domínio pleno de suas funções cerebrais é capaz de aprender a executar novas tarefas. Portanto, deve sim haver uma divisão nas obrigações referentes ao lar. Outra situação dentro desse mesmo assunto é quando o casal está muito bem resolvido em relação à divisão de tarefas, mesmo que para uma pessoa de fora a relação não pareça muito igualitária. Se você ou o parceiro assumiu a maior parte das obrigações por algum motivo e ambos estão confortáveis com isso, saibam que vocês não devem explicações a ninguém. Nesse caso, a regra sobre quem deve cuidar da casa e dos filhos funciona da mesma forma que as outras que nós apresentamos: não existe uma única forma de pautar um casamento, pois cada relacionamento é único. Se existe amor, parceria e respeito entre vocês, não é preciso ter receio de quebrar antigas regras.

(Dicas de Mulher)

Ad

Outras notícias