segunda-feira, 20 novembro, 2017

9 fatos sobre traição que todo casal deve saber

Fato número um: é melhor nem começar. Se já está feito, então vale saber de todo o resto

Uma coisa que você não deve fazer é trair. Além de não ser – digamos – um gesto gentil, passar por uma traição pode deixar cicatrizes profundas.

Para que você se mantenha a salvo, é bom anotar:

 1. Se você é economicamente dependente, está mais tendencioso a trair

Um estudo feito pelo American Sociological Review entrevistou 2800 pessoas, de 18 a 32 anos, e constatou que uma pessoa completamente dependente financeiramente. A proporção dos homens ainda é maior:  15% dos que eram dependentes de suas mulheres traíram elas, mas apenas 5% das mulheres cometeram o mesmo deslize.

2. Homens e mulheres reagem de forma diferente quando flertam com alguém fora do relacionamento

Um estudo feito pelo Interpersonal Relations and Group Processesconstatou que depois que os homens tentam ciscar fora do terreno, eles se tornara menos tolerantes aos deslizes da parceira.  Elas reagem de forma oposta: depois de flertarem com alguém fora do relacionamento, elas acabam evitando seus parceiros.

3. Homens preferem ser trocados por outra mulher

Uma pesquisa publicada no jornal Personal Relationships observou que os homens heterossexuais, quando são trocados por outro homem, costumam sentir raiva e a xingar a parceira. Mas perdoariam uma traição se a escorregada acontecesse com outra mulher. Já as mulheres normalmente terminam o relacionamento quando descobrem que foram “trocadas” por outro homem.

4. Homens se preocupam mais com a infidelidade sexual da parceira e as mulheres, com a infidelidade emocional

Pesquisa publicada no periódico Evolutionary Psychology concluiu que a maioria dos homens heterossexuais se incomodaria mais se a parceira estivesse fazendo sexo com outro homem, mas não se ela se apaixonasse pelo outro. Com as mulheres é o contrário: elas se magoariam mais se o parceiro se apaixonasse por outra garota.

5. Homens estão mais propensos a trair quando estão prestes a completar mais uma década de vida

Uma pesquisa feita pelo site de relacionamento Ashley Madison revelou que os homens traem mais quando estão com uma idade que termina com 9: 29, 39, 49… O resultado não foi o mesmo com as mulheres.

6. Seus genes podem influenciar sua propensão à infidelidade

Um estudo conduzido pela Universidade de Queensland (Austrália) revelou que você pode ser biologicamente programado a trair. Infidelidade é uma característica comum em pessoas que têm um tipo específico de receptor dos hormônios oxitocina e vasopressina (relacionado a comportamentos sociais, como confiança, empatia e química sexual). Entre os entrevistados, os cientistas descobriram que esta característica genética estava presente em 40% das mulheres e em 62% dos homens que já traíram seus parceiros.

7. Os mais jovens são menos dispostos a trair do que os mais velhos

Uma análise feita pelo cientista Nicholas Wolfinger, do Instituto de Estudos da Família (EUA), concluiu que americanos acima de 55 anos são os mais traidores. Wolfinger acredita que um dos motivos é que as pessoas mais jovens ainda não eram sexualmente ativos na década de 80, a era da revolução sexual.

8. Atração emocional está se tornando cada vez mais comum

Pesquisa feita pela American Association of Marriage and Family Therapyconstatou que 45% dos homens e 35% das mulheres admitem que estão atraídos pela inteligência (com nenhuma conotação sexual) de outra pessoa.

9. Você tende a trair se já foi traído antes

Um estudo publicado no periódico Archives of Sexual Behavior acompanhou o comportamento de 500 adultos que estavam em um relacionamento heterossexual. Os participantes foram questionados se gostariam de trair seus parceiros e, é claro, suspeitavam se já tinham sidos traídos. Os resultados foram óbvios: a maioria dos que foram traídos admitiu que estavam tentados a trair – alguns deles já haviam traído seus parceiros.

¨¨ VIP ¨¨

Ad

Outras notícias