segunda-feira, 22 janeiro, 2018

Saúde adere à campanha Janeiro Roxo em combate a hanseníase

O município de Bataguassu, através da Secretaria Municipal de Saúde está aderindo à campanha Janeiro Roxo em combate a hanseníase – doença crônica, infectocontagiosa, que atinge a pele e nervos periféricos.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso, acompanhando a mobilização mundial, um trabalho de busca ativa de possíveis pacientes está sendo desenvolvido pela pasta a partir da mobilização dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) durante as visitas domiciliares. As ações têm como foco diagnosticar precocemente a doença e prevenção das incapacidades e deformidades físicas.

Maria Angélica explica que nos atendimentos, os profissionais estarão orientando a população a usarem o espelho para que em áreas do corpo mais difíceis de serem vistas como costas e nádegas; possam ser examinadas pelo próprio paciente.

São sintomas da hanseníase manchas brancas ou avermelhadas, geralmente com perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e ao toque; áreas da pele que apresentem alteração da sensibilidade e da secreção de suor; sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades; caroços e placas em qualquer região do corpo e diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos).

A secretária frisa que em caso de suspeita da doença, o paciente é imediatamente encaminhado para as Estratégias de Saúde da Família (ESFs) e se confirmada, o mesmo passará por tratamento oferecido de forma gratuita pelo município, através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Conforme dados da Vigilância em Saúde, em 2017, quatro casos da doença foram registrados no município. Atualmente, por sua vez, seis pacientes prosseguem em tratamento.

(Foto/Divulgação)

Programa Família Acolhedora busca parcerias para implantação em Bataguassu

O programa Família Acolhedora tem sido uma iniciativa de sucesso em defesa do acolhimento temporário de crianças e adolescentes afastadas pela justiça de sua família de origem. Experiências positivas podem ser encontradas em Estados como Paraná e Mato Grosso do Sul e tem mudado o padrão de abrigo institucional.

Em Bataguassu, os profissionais técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social estão há mais de seis meses trabalhando na divulgação do programa que está em fase de implantação e em busca de parceiros que tenham disponibilidade e que se enquadrem nos requisitos solicitados para acolher esse público infanto-juvenil, além da adesão da população ao programa.

Segundo a secretária da pasta, Ana Nely Castello Branco Sanches, o programa tem sido apresentado a vários segmentos da sociedade civil (escolas, igrejas, órgãos públicos) para disseminar o objetivo da iniciativa. A última atividade foi realizada na Câmara de Vereadores na última semana, com Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Endemias.

Durante o bate-papo proferido pela equipe multiprofissional do Centro de Referência da Assistência Social (Creas), responsáveis pelo andamento do programa – foram apresentados os objetivos, requisitos e como se inscrever para ser uma família acolhedora. “Como os agentes fazem um trabalho de visitas em domicílios, repassamos essas informações a respeito da Família Acolhedora para que eles possam ser multiplicadores da informação”, comentou.

O Programa Família Acolhedora em Bataguassu foi criado em dezembro de 2013 através da Lei 2102/2013 e trata-se da modalidade de acolhimento provisório prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) considerado como prioritário ao invés do acolhimento institucional tradicional oferecido por meio de abrigos.

O acolhimento é realizado em residências de famílias cadastradas, selecionadas e capacitadas por profissionais da área de assistência social supervisionadas pelo juiz responsável pela Vara da Infância e Juventude local.

Para essa atuação, as famílias acolhedoras receberão uma bolsa auxílio pela prestação do serviço e serão submetidas a reuniões mensais e acompanhamento da equipe técnica.         

Conforme informado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, atualmente, o abrigo institucional permanece aberto, abrigando apenas uma criança. Após o programa estar em pleno funcionamento, o abrigo do município deixará de funcionar.

SERVIÇO

Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social (rua Brasilândia, 709) ou no Creas  localizado na rua Odorilho Ferreira, 488, centro, em frente a Escola Municipal “Marechal Rondon”.

Prefeito comemora decisão judicial sobre construção de área de lazer em Bataguassu

O prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) comemorou a decisão do juiz Marcel Goulart Vieira, da 1ª Vara da Comarca de Bataguassu, que condenou a Companhia Energética de São Paulo (Cesp) a construir área de lazer no município como medida ambiental compensatória devido à construção da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta (usina de Porto Primavera), no rio Paraná, divisa entre os Estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Segundo Caravina, para operar a usina em 1998, a companhia se comprometeu junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) em construir um empreendimento turístico e de lazer como ocorrido em Presidente Epitácio (SP) dotado da mesma estrutura e instalações; e de fácil acesso à população do município bataguassuense, o que nunca foi realizado.

O prefeito observa que o processo judicial instaurado em 2009, teve a decisão proferida recentemente, reconhecendo o ato ilícito por parte da Cesp, que gerou prejuízos a população do município. “A decisão faz justiça as perdas que o Bataguassu teve com o enchimento do lago da Usina de Porto Primavera. Além da questão territorial, a população sofreu perdas culturais e sociais que até hoje buscamos minimizar, trabalhando para proporcionar mais infraestrutura e benefícios em especial à comunidade do Distrito de Nova Porto XV que foi a mais afetada diretamente”, comentou o gestor, que também é presidente da Assomasul.

Caravina salienta que vai junto com os advogados que representam o município no processo acompanhar os eventuais recursos que possam ser ingressados pela companhia, com objetivo de garantir que a decisão seja cumprida.

A Cesp tem prazo de 60 dias para apresentar o projeto, comprovar a aquisição de área em até 90 dias após a apresentação do projeto, 120 dias para iniciar as obras após a aquisição da área e entregar a área de lazer em até 12 meses, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

ESTUDOS

Conforme estudos, Bataguassu foi diretamente impactada e teve perda territorial correspondente a 29,30% ao passo que Presidente Epitácio sofreu impacto no equivalente a 19,40% de seu território com o enchimento do lago da usina de Porto Primavera. A área inundada comportava a maior e melhor reserva de argila da América do Sul. O lago destruiu também um dos mais importantes ecossistemas de Mato Grosso do Sul, com características equivalentes às do Pantanal. (Assessoria de Imprensa com informações do site Midia Max)

(Foto/Micael Nunes)

Secretaria de Saúde alerta sobre aparecimento de animais peçonhentos em época de chuvas

Durante o período de chuvas, uma das ameaças a saúde da população é representada pelo aumento de atividade de animais peçonhentos. Nesta época mais quente e chuvosa, esses animais, entre eles, escorpiões, aranhas e serpentes, saem de seu habitat natural e invadem residências e quintais, assustando os moradores e provocando acidentes.

No Estado, de acordo com a secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso, estratégias para prevenção de ocorrências com animais peçonhentos foram repassadas aos municípios. O objetivo é que a população adote alguns cuidados para prevenir e evitar acidentes.

Maria Angélica comenta que em Bataguassu, conforme dados do setor de Vigilância em Saúde, em 2017, foram registrados 39 casos de acidentes com envolvimento de animais peçonhentos, sendo em sua maioria ocasionados por escorpião. Outras ocorrências tiveram envolvimento de arraias, cobras e aranhas.

ORIENTAÇÕES

Conforme o setor, em casa, é importante entrar com cuidado em locais que ficaram fechados por muito tempo; bater os colchões antes de usá-los além de sacudir cuidadosamente roupas, sapatos, toalhas e lençóis. Afastar as camas das paredes e evitar pendurar roupas fora dos armários também são medidas preventivas. Vedar frestas e buracos em paredes e assoalhos; limpar o interior e os arredores da casa usando luvas, botas e calças compridas; evitar o acúmulo de lixo, entulhos e materiais de construção próximo a casa também são orientados.

Outras maneiras de prevenção é nunca colocar as mãos em buracos ou frestas (use uma enxada, um cabo de vassoura ou um pedaço comprido de madeira para mexer nos móveis e sempre usar luvas ao fazer a limpeza de uma casa fechada por muito tempo.

Caso encontre algum animal peçonhento dentro de casa, afaste-se dele sem assustá-lo e entre em contato com o setor de Vigilância em Saúde pelo telefone (67) 3541-1466. 

FORA DE CASA

Se estiver fazendo um piquenique, verifique cuidadosamente a área em volta do local onde pretende estender a toalha; não monte acampamentos próximo de plantações, já que elas podem abrigar um grande número de roedores, alimento este favorito das cobras; e não caminhe por regiões de mato alto sem usar calça comprida e botas.

Próximo a matas e na beira de estradas, evite deixar as portas do carro abertas, principalmente ao anoitecer. A mesma precaução vale durante a troca de pneus no acostamento. Jamais pegue animais peçonhentos com as mãos, mesmo que eles pareçam mortos.

SE FOR PICADO

Se for picado, em qualquer situação, é importante que a pessoa procure atendimento médico imediatamente para receber os medicamentos corretos. Não se deve amarrar ou tentar sugar o veneno no local da picada, nem cortar, aplicar borra de café, sabão, fumo ou fazer qualquer outro tipo de intervenção que possa ocasionar contaminação, necrose, amputações e até mesmo a morte da vítima.

Em hipótese alguma se deve oferecer qualquer tipo de medicamentos, via oral, e/ou bebidas que contenham álcool. Este tipo de procedimento não ajuda em nada e só piora o caso.

Mantenha a vítima deitada e em repouso; e evite que a vítima se locomova sozinha para não favorecer a absorção do veneno. Mantenha o membro picado mais elevado do que o restante do corpo. Se for possível (e seguro), leve o animal (mesmo morto) ao local de atendimento médico para facilitar o diagnóstico.

Foto Divulgação

Instalados mais dois semáforos em Bataguassu

Em sequência ao cronograma de melhorias no trânsito, a Prefeitura de Bataguassu instalou na última semana dois outros semáforos em vias públicas do município: um no cruzamento da Avenida Aquidauana com a rua Brasilândia, próximo a lotérica e outro na Avenida Dias Barroso com rua Cuiabá, próximo a igreja matriz.

Em dezembro, um dispositivo já havia sido instalado no cruzamento das Avenidas Aquidauana e Campo Grande. O objetivo é garantir a fluidez do trânsito.

Segundo o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), presidente da Assomasul, outro equipamento de controle de tráfego deve ser instalado próximo a Santa Casa, onde deverá ser feito adequações relacionados às vias públicas para posterior ligação.

 

Av. Dias Barroso com a Av. Cuiabá

SEGURANÇA

De acordo com o Núcleo Municipal de Trânsito, os motoristas prosseguem sendo orientados sobre a conversão à esquerda que está sendo permitida em todos os dispositivos, salientando que a manobra deve ser feita com bastante atenção.

Conforme o chefe do Núcleo Municipal de Trânsito, Rogério Torres, desde o funcionamento dos equipamentos, o fluxo segue dentro da normalidade, sem nenhuma ocorrência.

Fotos: Micael Nunes

Prefeitura de Bataguassu arrecada R$ 147 mil com leilão de bens inservíveis

A Prefeitura de Bataguassu arrecadou R$ 147.500 mil com a realização do leilão de bens inservíveis de posse do município promovido na última semana nas dependências do Almoxarifado Municipal.

O valor recebido será utilizado para aquisição de novos equipamentos e móveis, com o objetivo de atender as demandas da população.

Conforme a Secretaria Municipal de Administração e Fazenda, do total de 29 lotes colocados à venda, apenas dois não foram arrematados.

Foram leiloados veículos e sucatas diversas (equipamentos de informática, materiais de refrigeração entre outros), sendo todos estes considerados obsoletos e com elevado tempo de vida.

(Foto/Micael Nunes)

Prefeitura de Bataguassu disponibiliza credencial para vagas especiais

A Prefeitura de Bataguassu, através do Núcleo Municipal de Trânsito está disponibilizando os cartões para estacionamento especial, que autoriza o uso de vagas reservadas para idosos e portadores de necessidades especiais.

De acordo com a Lei Federal 9.503 e as resoluções 303/2008 e 304/2008 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), todo deficiente físico e idoso tem direito a vaga de estacionamento e para fazer uso desse direito, é necessária a apresentação de carteirinha própria, colocada no painel do veículo.

Conforme o chefe de Núcleo, Rogério Torres, sem está identificação, o motorista pode ser multado. “Temos tidos alguns registros de multa no município em decorrência da falta da credencial e por isso, estamos informando que a emissão do documento pode ser feita no próprio município, sem custo ao motorista”, esclarece ele.

COMO SOLICITAR

Torres explica que o cartão pode ser obtido de forma gratuita no Núcleo Municipal de Trânsito situado na Secretaria Municipal de Infraestrutura na rua José Alves Barroso, 305, bairro Jardim Campo Grande.

Para solicitar, é preciso apresentar cópia da carteira de habilitação, RG e comprovante de residência. Para portadores de necessidades especiais, é necessário além dos documentos acima apresentar laudo ou atestado médico.

O chefe de Núcleo acrescenta que o motorista deverá colocar a credencial em local visível, de preferência no painel ou para-brisa dianteiro do veículo para que se houver fiscalização dos órgãos de trânsito, o veículo não seja notificado. O cartão é válido em todo o território nacional.

Mais informações pelo telefone (67) 3541-1663.

(Foto/Consultransito)

Semec convoca candidatos inscritos em Processo Seletivo para Provas de Títulos

Após o período de inscrições, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) convoca os candidatos inscritos no Processo Seletivo para contratação em caráter temporário de profissionais da área da educação para as Provas de Títulos.

Segundo a secretária da pasta, Regina Duarte de Barros Dovale, a comprovação de títulos e tempo de serviço será realizada por ordem de inscrição, conforme edital nº 001/2018, de 29 de dezembro de 2017, publicado em Diário Oficial do Município.

A etapa será realizada na Sala de Reuniões da própria secretaria, das 8 às 17 horas (horário de Brasília).

Regina frisa que o atendimento será realizado da seguinte forma: Dia 15 de janeiro (segunda-feira) serão atendidos os candidatos inscritos do número 1 (um) a número 200 (duzentos). Já no dia 16 de janeiro (terça-feira), serão atendidos os candidatos do número 201 (duzentos e um) a 366 (trezentos e sessenta e seis).

Conforme a Semec, no caso dos candidatos inscritos para a Sala de Tecnologia, o atendimento será realizado nos dias 18 e 19 de janeiro (quinta e sexta-feira respectivamente), também por ordem de inscrição, no mesmo horário e local. 

A secretária orienta os candidatos que compareçam no local com ficha de inscrição em mãos e demais documentos necessários com base em edital.

SERVIÇO

A Semec fica localizada na rua Ribas do Rio Pardo, 376, centro, próximo ao Fórum.

FOTO: Micael Nunes

Prefeitura de Bataguassu realiza construção do Centro de Tomografia Computadorizada

A Prefeitura de Bataguassu iniciou em novembro do ano passado, a construção do Centro de Tomografia Computadorizada.

Localizado na rua Rondon ao lado do Pronto Socorro Municipal, o centro possui 189,77 metros quadrados compreendidos por sala de comando, sala de exames, sala de contraste, copa, recepção, arquivo, banheiros com acessibilidade e vestiários. O investimento é na ordem de R$ 293.145,47 mil em recursos próprios.

O Centro de Tomografia Computadorizada será responsável, a princípio, pela realização de serviços de tomografia. Segundo a secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso, a administração municipal está fomentando projetos e buscando parcerias para que outros serviços voltados ao diagnóstico por imagem também passem a ser oferecidos no local.

Maria Angélica observa ainda que através da parceria com a Vara do Trabalho, o equipamento de tomografia já foi adquirido com recursos na ordem de aproximadamente R$ 1 milhão destinados ao município pelo referido órgão.

De acordo com o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), presidente da Assomasul, a implantação do Centro de Diagnóstico por Imagem (Centro de Tomografia Computadorizada) no município agilizará a realização dos exames. “Com este serviço especializado em saúde, atenderemos com melhor qualidade e conforto os pacientes do nosso município”, comentou ele.

Fotos: Micael Nunes

Prefeitura de Bataguassu prevê realização de Concurso Público este ano

Em recente entrevista, o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) comentou que a Prefeitura de Bataguassu prevê para 2018 a realização de Concurso Público para provimento de diversos cargos.

Segundo Caravina, em levantamento preliminar feito junto às Secretarias Municipais, deverão ser ofertadas vagas para as funções de Auxiliar de Serviços Gerais (ASG), Auxiliar do Desenvolvimento Infantil (ADI), Médico e profissional em tecnologia.

O prefeito, que também é presidente da Assomasul, salientou que ainda será promovida a contratação da empresa que ficará responsável pela tramitação da seleção.

O último concurso público realizado pela administração municipal foi em 2015, com mais de 3.050 candidatos inscritos e 182 vagas disponibilizadas em diversos níveis escolares.

Foto: Micael Nunes