segunda-feira, 25 junho, 2018

Sobe para 36 o número de mortes causadas por explosão no México

Sobe para 36 o número de mortes causadas por explosão em um mercado de materiais pirotécnicos no México. Há 72 pessoas feridas, de acordo com o último balanço de vítimas, divulgado na manhã desta quarta-feira (21).

Uma explosão em um mercado de fogos de artifício provocou a morte de 36 pessoas no México. O acidente ocorreu no fim da tarde de terça (20), na cidade de Tultepec, a cerca de 50 quilômetros da capital do país. De acordo com o governador do Estado do México, Eruviel Avila, a maioria das vítimas faleceu no local. Apenas três pessoas foram levadas a hospitais, mas não resistiram. Outras 70 estão internadas.

O mercado conta com 300 lojas e possui uma legislação restrita de medidas de segurança, justamente por comercializar material pirotécnico. Aproximadamente 80% da população de Tultepec vive da fabricação de materiais e fogos de artifício, usados em festas nacionais e celebrações religiosas. Para este fim de ano, a cidade planejava vender 100 toneladas de fogos pirotécnicos. O presidente do México, Enrique Peña Nieto, enviou condolências às famílias das vítimas através de uma mensagem no Twitter.

 Agência Brasil

Policiais duvidam que homem em custódia seja autor do ataque em Berlim

BERLIM – O suposto motorista do caminhão que atropelou e matou 12 pessoas na segunda-feira, e estava sendo interrogado pela Polícia alemã, pode não ser o autor do ataque, segundo veículos de imprensa locais. O jornal Die Welt, citando agentes, informou que o “homem errado” está sob custódia e o verdadeiro agressor continua solto e é perigoso.

Durante o interrogatório, o homem detido negou qualquer envolvimento com o incidente, disse o canal de televisão alemão NTV, citando a agência de notícias DPA.

O ministro do Interior da Alemanha, Thomas De Maizière, confirmou nesta terça-feira, 20, que o suspeito é um solicitante de asilo nascido no Paquistão. Ele entrou no país no dia 31 de dezembro de 2015 e seu pedido ainda estava em processo de análise.

O Escritório Federal de Investigação Criminal alemão (BKA) informou que assumiu a investigação do suposto atentado terrorista. O Ministério Público abriu um procedimento e encarregou as investigações, até agora nas mãos da Polícia de Berlim, à primeira organização oficial que apontou oficialmente um “suposto atentado terrorista”.

De Maizière ordenou que as bandeiras fiquem a meio mastro em todo o país em homenagem às vítimas do “ataque violento”. / EFE

Estadão

Embaixador da Rússia na Turquia é morto a tiros em atentado em Ancara

O embaixador da Rússia na Turquia, Andrey Karlov, foi morto a tiros nesta segunda-feira (10) em um atentado em Ancara.

Ele foi alvejado quando discursava na inauguração de uma exposição sobre a Rússia em uma galeria na capital turca. As informações são da Rádio França Internacional.

O atirador gritou “nós morremos em Aleppo, você morre aqui”.

O ataque também deixou feridos. O criminoso ainda não foi identificado, e nenhum grupo reivindicou a ação até o momento.

O atentado aconteceu dias depois dos protestos na Turquia contra o papel da Rússia na guerra da Síria, apoiando o regime de Bashar al-Assad.

Rádio França Internacional

Companhia aérea LaMia anuncia indenizações para vítimas de tragédia aérea

companhia aérea boliviana LaMia anunciou na quarta-feira (14) que iniciará os trâmites perante sua seguradora para indenizar os sobreviventes e familiares dos mortos na queda do avião que transportava a delegação Chapecoense no último dia 28 de novembro na Colômbia.

O montante da indenização para cada vítima é de US$ 165 mil (R$ 560 mil), segundo o estabelecido no Convênio Internacional sobre Aviação Civil, afirmou à Agência Efe por telefone de Santa Cruz o advogado da LamMia, Nestor Higa.

As solicitações de indenização devem ser efetuadas nos escritórios da LaMia em Santa Cruz juntando os documentos que correspondam segundo o caso (morto ou ferido), acrescentou.

O advogado disse que, no caso das vítimas de nacionalidade brasileira, se requer a “declarativa de herdeiros e atestado de óbito” traduzidos ao castelhano e legalizados no consulado boliviano no Brasil.

Segundo Higa, a linha aérea já estabeleceu contato com a empresa seguradora, mas para continuar com o trâmite primeiro deverá tramitar perante a procuradoria boliviana a devolução de certos documentos que foram confiscados pelos investigadores durante a operação de busca e apreensão nos escritórios da LaMia na semana passada.

O advogado também pediu que o Ministério Público estorve os lacres de segurança que colocou nos escritórios da companhia aérea para que os funcionários possam atender estes requerimentos.

O avião da LaMia, no qual viajavam jogadores e dirigentes do Chapecoense, além de jornalistas e tripulantes, caiu no dia 28 de novembro perto da cidade colombiana de Medellín supostamente após ficar sem combustível.

No acidente morreram 71 dos 77 passageiros do avião e sobreviveram três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Dentro das investigações na Bolívia, na semana passada foi preso o diretor-geral da LaMia, Gustavo Vargas Gamboa, acusado por diversos crimes, entre eles o de homicídio culposo.

Também foi enviado a prisão seu filho, Gustavo Vargas Villegas, que sendo diretor de Registro Aeronáutico Nacional da Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC) autorizou em 2014 a importação e matrícula provisória do avião da companhia aérea.

O Ministério Público também indiciou o diretor de Operações de LaMia, Marco Antonio Rocha Venegas, e a ex-técnica aeronáutica Celia Castedo, que fez um relatório sobre as irregularidades no plano de voo do avião no aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz, antes que decolasse.

Rocha saiu do país rumo ao Paraguai dias antes do acidente, enquanto Castedo, que pediu refúgio no Brasil, denunciou que foi objeto de pressões de seus superiores na entidade de administração aeroportuária onde trabalhava para mudar o conteúdo de seu relatório.

 G1

Agência britânica dá aval final para permitir bebês com ‘três pais’

Reino Unido se tornou nesta quinta-feira (15) o primeiro país a permitir e regular a fertilização in vitro com o DNA de três pessoas para prevenir doenças hereditárias graves. O Parlamento britânico já tinha autorizado a técnica em 2015. Agora, a Autoridade de Fertilização e Embriologia (HFEA) também deu sua permissão, retirando o último obstáculo para a realização do método.

A decisão foi apontada como “pioneira no mundo” e um momento “histórico” nas palavras da presidente da agência, Sally Cheshire.

Essa técnica — chamada de transferência mitocondrial ou fertilização in vitro com “três progenitores” ou “três pais” — é usada para prevenir as chamadas doenças mitocondriais, provocadas por defeitos genéticos transmitidos pela mãe. Ela consiste em utilizar o espermatozoide do pai, o óvulo da mãe e a mitocôndria de uma doadora. Por isso a criança é concebida com o DNA de três pessoas.

Entre as doenças que podem ser provocadas pelo DNA mitocondrial defeituoso da mãe estão problemas cardíacos, deficiência hepática, cegueira e distrofia muscular. A mitocôndria age como uma pequena unidade de produção de energia dentro das células, e cerca de 1 em cada 6 mil bebês em todo o mundo nascem com sérios distúrbios mitocondriais.

Técnica já foi usada de forma experimental

O órgão regulador britânico permitirá, a partir de agora, que as clínicas do país solicitem permissão para aplicar a técnica. Apesar de o Reino Unido ser o primeiro país a dar permissão explícita para o uso da técnica, bebês com “três pais” já foram concebidos em projetos de pesquisa ou em país sem regulação sobre o assunto.

Cientistas nos Estados Unidos já fizeram com sucesso experimentos de fertilização combinando material genético de três pessoas, mas com uma técnica diferente: a transferência de citoplasma.

Em 2001, pesquisadores de Nova Jersey, no leste dos EUA, pegaram o tecido do citoplasma do óvulo de uma mulher fértil e implantaram-no no óvulo de uma mulher estéril, em seguida fecundado com o esperma do pai. Quase 20 crianças foram concebidas dessa forma nos Estados Unidos.

Esse procedimento trouxe muitas perguntas e levou a FDA a pedir aos cientistas que abandonassem seu uso em seres humanos sem uma permissão especial.

Este ano, um bebê concebido por uma nova técnica de fertilização com “três pais” no México, país que não tem regras a respeito desse tipo de técnica.

 BEM ESTAR

Atlético Nacional perde e está fora da decisão do Mundial de Clubes

Campeão da Taça Libertadores da América, o Atlético Nacional, da Colômbia, foi eliminado do Mundial de clubes, nesta quarta-feira (14). O time sul-americano foi derrotado por 3 a 0 pelo Kashima Antlers, do Japão, em Osaka.

A partida foi a primeira em uma competição oficial em que um pênalti foi marcado com o auxílio do vídeo. Em uma disputa de bola na área, o atacante colombiano Orlando Berrío trombou com Nishi Daigo, que ficou caído no gramado. O árbitro da partida, Viktor Kassai, deixou o jogo continuar, mas foi alertado pelo árbitro reserva sobre uma possível infração de Berrío.Sob protesto do técnico do Kashima, Masatada Ishii, Kassai parou a partida, aos 29 min do primeiro tempo, e pediu o auxílio do vídeo para rever o lance. Na beira do gramado, Kassai reviu a jogada e acabou marcando pênalti para a equipe japonesa.

Enquanto o juiz analisava o vídeo, o público parecia não entender o que estava acontecendo. Aos 33 minutos, Shoma Doi bateu a penalidade e abriu o placar contra o Atlético Nacional.Uma vez na frente no placar os japoneses passaram a ser mais pressionados, aguardando o contra-ataque para tentar ampliar a vantagem. A estratégia deu certo no segundo tempo. Com atuação destacada do atacante Mu, a equipe asiática fez mais dois gols no final da partida, com Endo e Suzuki.

Com a vitória, o Kashima Antlers enfrentará na decisão, no próximo domingo (18), o vencedor da outra semifinal, entre Real Madrid e América (MEX), que se encontram nesta quinta-feira (15), às 8h30 (de Brasília). Com informações da Folhapress.

Notícias ao Minuto

Homem é preso após dar pontapé e derrubar mulher em estação do metrô

Um homem foi preso acusado de dar um pontapé nas costas de uma jovem de 26 anos, em uma escadaria de uma estação de metrô, em Berlim, na Alemanha. Câmeras de segurança flagraram a cena, que ocorreu em outubro. A mulher rolou pelos degraus, quebrou o braço e ficou internada num hospital.

A polícia local acredita que a agressão ocorreu sem nenhum motivo aparente. O homem foi identificado e dois cúmplices, interrogados. Com a repercussão do caso, o guarda-costas de Lady Gaga, Michael Kühr, ofereceu R$ 7.100 de recompensa para a captura do homem filmado.

Kühr disse que “quase vomitou” quando viu a mulher caindo da escadaria. A vítima foi depois levada para o hospital e está ajudando a polícia com suas investigações.

 Jornal de Brasília

Explosões de carros-bomba em Istambul deixam mortos e feridos

Dois ataques nas proximidades do estádio de futebol do Besiktas, em Istambul, na Turquia, mataram 38 pessoas e deixaram mais de 160 feridos neste sábado (10), segundo o ministro do Interior, Suleyman Soylu.

As explosões na noite de sábado – um carro-bomba do lado de fora do estádio da equipe de futebol Besiktas de Istambul – seguido de um atentado suicida em um parque adjacente menos de um minuto depois – abalou uma nação de futebol ainda tentando se recuperar de uma série de atentados este ano em cidades turcas – como Istambul e a capital Ancara.

As bombas atingiram policiais, matando 27, disse o ministro do Interior da Turquia, Suleyman Soylu, aos repórteres neste domingo (11). Ele acrescentou que 10 pessoas foram presas suspeitas de conexão com o “ataque terrorista”.

O número de mortos civis foi menor porque os fãs já tinham deixado o recém-construído Estádio Vodafone Arena após o jogo de futebol, quando as explosões ocorreram. Testemunhas também ouviram tiros depois das explosões.

“Mais uma vez testemunhamos esta noite em Istambul a feia face do terror que atropela todo valor e decência”, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em um comunicado.

A polícia isolou a área enquanto a fumaça subia por trás do estádio e ambulâncias começaram a transportar os feridos para hospitais.

O governo decretou um dia de luto em homenagem aos mortos.

Não houve reivindicação imediata de responsabilidade pelos ataques.

“O nome da organização terrorista que cometeu esse covarde ataque não tem nenhuma importância”, declarou o presidente.

“Que ninguém duvide que conseguiremos vencer essas organizações terroristas e os que estão por trás delas”, completou.

Suspeita
O governo turco disse neste domingo (11) que os militantes curdos podem ser responsáveis pelos ataques.

Série de ataques
Este ano, Istambul sofreu uma série de ataques atribuídos por autoridades ao grupo do Estado Islâmico ou reivindicados por militantes curdos. Um estado de emergência está em vigor após uma tentativa fracassada de golpe de estado em 15 de Julho deste ano.

A Turquia é parceira da coalizão liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico e suas forças armadas atuam na vizinha Síria e no Iraque. Também enfrenta um conflito renovado com um movimento curdo proibido no sudeste.

Ned Price, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, disse que Washington condena o ataque.

Veículo danificado é visto após explosão em Istambul, Turquia (Foto: Murad Sezer/Reuters)

Veículo danificado é visto após explosão em Istambul, Turquia (Foto: Murad Sezer/Reuters)

Ataques
Imagens de TV mostraram o que pareciam ser os destroços de um carro queimado e dois incêndios separados no entorno do estádio.

A agência EFE diz que o carro-bomba detonou perto de uma caminhonete das forças especiais da polícia, que estava parada próxima ao estádio. Relatos e fotografias compartilhadas nas redes sociais mostram colunas de fumaça nos arredores do estádio.

Explosão em Istambul deixa feridos neste sábado (10) (Foto: Murad Sezer / Reuters)

Explosão em Istambul deixa feridos neste sábado (10) (Foto: Murad Sezer / Reuters)

O jogo entre Besiktas e Bursaspor já havia sido encerrado há cerca de uma hora, e o local foi evacuado. Também foram enviadas ambulâncias e carros do corpo de bombeiros para socorrer as vítimas.

Equipe de governo escolhida por Trump assusta americanos

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu na quinta-feira (9) as escolhas de sua equipe de governo, que vem sendo extremamente criticadas pela opinião pública e pela imprensa americana. Segundo o bilionário, seu gabinete será um dos melhores da história do país. Mas as mais suas recentes nomeações estão dando o que falar. As informações são da Rádio França Internacional.

Nesta semana Trump anunciou que o comando da política ambiental irá para um político que já disse não acreditar no aquecimento global. Para posto equivalente ao de ministro do Trabalho, ele vai nomear o presidente de uma rede de fast food que é contrário a qualquer aumento do salário mínimo e inimigo declarado das centrais sindicais. Para a Secretaria da Habitação, Trump escolheu o cirurgião Ben Carson, que já reconheceu publicamente nada entender de projetos habitacionais.

Ben Carson foi escolhido para a Habitação, entre outros motivos, por ser negro, já que Trump promete projetos voltados para a comunidade negra nas grandes cidades, que votaram em peso em Hillary. E, para a Educação, ele escolheu a bilionária Betsy DeVos, crítica justamente das escolas públicas do país.

A imprensa e a opinião pública estão mais surpresos do que satisfeitos com um governo que cada vez mais parece uma mistura de ultraconservadores com amigos pessoais de Trump. As últimas três nomeações fizeram com que ecologistas, cientistas, acadêmicos e sindicalistas recorressem à velha imagem da raposa tomando conta do galinheiro.

Polêmica

O caso mais sério é o da escolha do advogado-geral do estado de Oklahoma, Scott Pruitt, como o novo diretor da Agência de Proteção do Meio Ambiente (Environmental Protection Agency – EPA) . Já no anúncio da escolha, Trump enfatizou a criação de empregos e a implantação de uma nova política energética, menos verde e mais tradicional.

Pruitt será o primeiro comandante da EPA a questionar o consenso científico das causas das mudanças climáticas e do aquecimento global. E mais: ele se notabilizou politicamente justamente processando o governo de Barack Obama e se tornando o inimigo número um da indústria da energia alternativa.

Muito próximo das grandes empresas de petróleo e gás, Pruitt, ironicamente, passou cinco anos no comando da Justiça do Oklahoma combatendo a agência que agora irá comandar. E, sendo muito próximo dos lobistas do petróleo, ele ignorou solenemente os avisos de cientistas de que a prática de extração de gás no estado através da fratura hidráulica, o chamado fracking, aumentaria o risco de terremotos, o que se comprovou nos últimos anos.

Gabinete controverso

Trump corre o risco de desagradar parte de seu eleitorado, já que durante a campanha presidencial ele acusou Hillary Clinton de ser próxima dos lobistas de Washington. Só que o seu novo ministério é recheado de nomes ligados ao grande capital e aos lobistas da capital americana.

O novo secretário do Tesouro, Steve Munchin, por exemplo, era uma das estrelas do Goldman Sachs, justamente o banco que Trump dizia ser a encarnação do que há de pior em Wall Street. O novo secretário do Trabalho, Andrew Pudzer, é um dos maiores inimigos dos sindicatos e defende o investimento maciço em robôs para substituir empregados do setor alimentício.

Para o Comércio, Trump escolheu um milionário, Wilbur Ross, dono de minas de carvão. Para a Saúde, o deputado Tom Price, soldado aguerrido do lobby dos planos de saúde e inimigo número um de qualquer reforma da saúde que inclua uma opção pública.

O novo gabinete, pois, é um dos maiores paradoxos do gabinete Trump. É bom que se diga que um dos principais postos do novo governo, o de secretário de Estado, só será anunciado na semana que vem. Se for confirmado, o ex-governador Mitt Romney terá o ministério com as contas bancárias mais recheadas de todos os tempos nos EUA.

Como se não bastasse, na área da Defesa há um trio de generais da reserva em postos-chave, como o aposentado da Marinha James Mattis, de 66 anos,  apelidado de “Cachorro Louco” (Mad Dog), que será o secretário do Departamento de Defesa. Todos com posições radicais contra o Irã e que defendem uma mudança de eixo da política externa americana, a ser mais focada no combate ao terrorismo de fundo islâmico e no apoio ainda mais incondicional a Israel, deixando em segundo plano o Extremo Oriente e a Autoridade Palestina.

Em resumo, é uma guinada radical em relação ao governo Obama e com pouca possibilidade de oposição dos democratas, que são minoria no Legislativo, tanto no Senado quanto na Casa dos Representantes (equivalente à Câmara dos Deputados).

Agência Brasil

Ladrões se passam por manequins e roubam loja de marca famosa

Um grupo de ladrões se fantasiou de manequim para roubar uma loja de marca famosa, no condado de Sussex, na Inglaterra. Eles levaram o equivalente a R$ 42 mil em produtos. O crime foi descoberto quando o alarme tocou, no momento em que eles fugiam pela saída de incêndio.

Os suspeitos flagrados pelas câmeras de segurança pegando casacos, roupas de couro e outros acessórios. “É provável que eles tenham se vestido em roupas semelhantes às da loja e ficado parados até o local fechar. Imagina se quisessem espirrar ou tivessem uma coceira? Não poderiam se mexer”, brincou uma funcionária que não quis ser identificada em entrevista ao jornal britânico The Mirror.

Nenhum suspeito foi preso até esta publicação. A loja não se pronunciou sobre o caso e a polícia busca informações. “Ainda não sabemos como eles entraram na loja. A quem tiver informações, pode entrar em contato conosco”, informou o porta voz da polícia de Sussex em coletiva de imprensa.

 Jornal de Brasília