quinta-feira, 26 abril, 2018

ESMALTERIAS: O PARAÍSO DOS ESMALTES E SUAS ARTES!

O que você acha de cuidar das unhas com todas as novidades e artes em um ambiente tranquilo, sem barulhos extras? Para isso, existem as esmalterias que estão cada vez mais caindo no gosto das mulheres que desejam tranquilidade e algumas regalias a mais. Local especializado em esmaltes e toda a arte que envolve este mundo cheio de cores. As esmalterias são bastante comuns no exterior, sendo algo relativamente novo aqui no Brasil, porém, parece que chegou para ficar. 

esm 1

Além da venda dos esmaltes, as mulheres podem usufruir dos cuidados específicos que as esmalterias possuem. O mercado da beleza cresce cada dia mais em nosso país e a exigência das mulheres segue na mesma proporção. Lugares especializados e que promovam bem estar são muito procurados. Afinal, com a correria que é a vida moderna não há tempo a perder e ir direto ao ponto é fundamental. 

esm 3

Os serviços oferecidos em uma esmalteria, vão muito além dos cuidados com as unhas, sendo este o básico diante dos agrados proporcionados para as clientes. Também conhecidas como “nail bar”, as esmalterias são ambientes ideais para reunir as amigas e colocar o papo em dia. Afinal, enquanto conversam e renovam a beleza das unhas, as mulheres podem tomar um delicioso café, um espumante ou até degustar cervejas artesanais feitas especialmente para o paladar feminino. Quer lugar melhor para estar por dentro do que há de mais atual no mundo dos esmaltes?

esm 5

Toda mulher adora e merece um dia assim!

esm 4

Para quem vai empreender, este é um ótimo negócio que tende a ser bem lucrativo, além de muito prazeroso desde que, seja cuidadosamente construído tendo como base profissionais capacitados, para que o serviço oferecido seja satisfatório para todas as clientes. É preciso estar de acordo com as novas tendências em esmaltes nacionais e importados, criar um ambiente agradável, unindo beleza e conforto e lógico, equipamentos de qualidade. Tudo isso para a segurança, bem estar e confiança das clientes e para que elas voltem sempre! O que acham de uma sala de espera temática, com revistas, vídeos, etc… sem esquecer dos mimos que deixam todas as mulheres encantadas!

esm 2

Os espaços oferecidos também são super importantes. Um ambiente com, espaço kids, espaço masculino… enfim, é um verdadeiro paraíso! E com talento e criatividade o(a) empreendedor(a) poderá adequar este negócio ao local onde mora, oferecendo serviços de qualidade de acordo com o estilo de suas clientes. O que não pode faltar é o diferencial.

Seja para trabalhar, ou cuidar da beleza, as esmalterias são ambientes perfeitos para melhorar o astral de qualquer mulher!”

 

assinatura

 

SORVETINHO DE LEITE MATERNO: OS PEQUENOS AGRADECEM!

Olá, mamães! Tudo bem com vocês? Nós que somos apaixonadas por nossos pequenos, nos desdobramos para atender a todas as suas necessidades. Inventamos mil coisas para agradá-los e a cada dia descobrimos o quanto somos criativas! Quem tem um bebezinho, sabe como eles sofrem nesta época de calor intenso e precisam de muita atenção. Afinal, alguns ainda não conseguem dizer o que tanto lhes causa desconforto. Porém, as mamães por um maravilhoso instinto acabam descobrindo e tirando do sufoco sua preciosidade.

O sorvetinho de leite materno, além de ser fácil de preparar é ideal como fonte de vitamina já que o leite não perde seus nutrientes ao ser congelado. Para tudo existem regras e neste caso é aquela básica, higiene total. A forminha onde o leite será colocado, deve estar bem limpa e as mãos da mamãe muito bem lavadas. O ideal é que não seja colocado de volta ao congelador o sorvetinho que já tiver sido degustado pelos pequenos pois, a saliva contém inúmeras bactérias e isso poderá causar algum mal estar, caso o bebê volte a consumi-lo. Tomando estes pequenos cuidados, o sorvetinho poderá ser oferecido como forma de aliviar o calor dos bebês. Eles merecem!

Com certeza eles irão agradecer com um sorriso bem gostoso! E depois da farra, nada melhor que um banho bem relaxante e um soninho para recuperar as energias! Aproveite e descanse também junto do seu pequeno!

 

assinatura

 

8 alimentos para comer hoje e desinchar amanhã

Incluir alguns alimentos no cardápio ajudarão você a parar de sofrer com o inchaço

Sabe quando estômago fica pesado, a calça parece estar mais apertada e até a respiração fica um pouco diferente? Esse conjunto de sensações incômodas também é conhecido como inchaço. E esse problema pode ser ocasionado por maus hábitos alimentares.

Um dos principais causadores do inchaço temporário são os alimentos ricos em sódio, portanto se você está querendo fugir desse incômodo é essencial deixar de consumir embutidos (salame, mortadela, presunto), queijos amarelos, enlatados e reparações temperadas excessivamente com sal.

Além disso, esse problema pode ocorrer em consequência da retenção de líquidos, provocada pelo acúmulo excessivo de água no organismo, o que leva ao inchaço principalmente na barriga, pés, mãos, coxas, tornozelos e mamas. Contudo, a rapidez nos resultados poderão depender de cada organismo, por isso é importante manter uma alimentação saudável diariamente.

Para combater o problema, existem alguns alimentos que podem ajudar você a desinchar no dia seguinte. Confira:

1. Melancia e melão

A melancia e o melão possuem uma fama -injusta- de serem indigestos, contudo isso apenas irá depender do organismo de cada indivíduo. Na verdade, a digestão da melancia é fácil, já que ela é composta basicamente por água. Ambas as frutas são ricas em fibras e água, ajudando a desinchar o corpo e também limpar nosso organismo.

“A melancia e o melão pertencem à mesma família, das cucurbitáceas. Popularmente, são conhecidas por seus efeitos diuréticos e, por isso, teoricamente ajudariam na eliminação de líquidos”, comentou a nutricionista da rede de centros médicos dr.consulta, Mariana Maciel.

2. Iogurte

Além de delicioso, o iogurte possui diversos benefícios para saúde. Sendo rico em probióticos, esse alimento ajuda a melhorar o funcionamento do intestino. O consumo regular desse alimento, poderá diminuir as chances de sofrer de prisão de ventre e outras complicações decorrentes da digestão.

“O controle da função intestinal passa pelo equilíbrio das bactérias que nele habitam. O desequilíbrio delas é chamado disbiose e leva a alterações imunológicas e inflamatórias que geram sintomas relacionados ao trânsito intestinal (diarreia ou constipação), dor abdominal e flatulência”, disse a Dra. Mariana Maciel

“Ao consumir alimentos fontes de probióticos estamos contribuindo para o equilíbrio dessas bactérias e diminuição desse quadro de disbiose. Assim, pode-se notar melhoria do trânsito intestinal e diminuição da distensão abdominal”, afirma a nutricionista. Mariana Maciel.

3. Gengibre

O gengibre apresenta vários benefícios terapêuticos: tem ação bactericida, é desintoxicante e ainda melhora o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. Além disso, é muito conhecido por sua ação termogênica, que pode ser capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal.

“O gengibre é mais reconhecido pelos seus efeitos anti-inflamatórios e digestivos. Por isso, pode ajudar a diminuir a percepção de “estômago estufado”. Com o uso crônico, pode ajudar a diminuir o inchaço provocado pelas reações inflamatórias”, revelou a nutricionista. Mariana Maciel.

4. Pimenta

Adicionar determinados temperos nas comidas, além de torná-las mais saborosas ainda pode contribuir para a perda de peso. As pimentas proporcionam muitas vantagens para nosso organismo porque possuem atividades antimicrobiana, anti-inflamatória, anticancerígena, melhoram a digestão e diminuem os níveis de colesterol. Por terem efeito termogênico, ou seja, acelerarem o metabolismo, as pimentas também ajudam no emagrecimento.

“A pimenta vermelha é rica em capsaicina, um composto bioativo que tem ação anti-inflamatória, capaz de reduzir o inchaço provocado pelas reações inflamatórias do organismo”, disse a nutricionista.

5. Chá de hibisco

Apostar nessa bebida é uma excelente escolha, O chá de hibisco conta com diversas substâncias antioxidantes, como os flavonoides, especialmente as antocianinas, que contribuem para evitar o acúmulo de gorduras. Segundo especialistas, beber chá de hibisco após as refeições vai ajudar a reduzir a absorção de carboidratos, o que gradualmente levará à perda de peso.

“É rico em compostos bioativos antioxidantes, vitamina C, tem propriedades diuréticas e levemente laxativa, podendo ajudar a diminuir a sensação de inchaço”, revelou Mariana Maciel.

6. Mamão

O mamão é um alimento rico em fibras e vitaminas que auxiliam no funcionamento do intestino, melhorando o trânsito intestinal. De acordo com a nutricionista, a fruta também contém papaína, uma enzima que digere proteínas, podendo ajudar, no processo digestivo e consequentemente no bom trânsito gastrointestinal, além de possuir efeito anti-inflamatório

7. Água

Consumir água de forma regular durante o dia ajuda o corpo a funcionar melhor e previne problemas de saúde. Ao contrário do que muitos acreditam, quando temos aquela sensação de inchaço é ainda mais importante manter-se hidratado, isso porque a água irá estimular a ação diurética reduzindo o problema.

“A água pode ajudar no bom funcionamento dos rins, aumentando a eliminação de líquidos e toxinas. Além disso, é fundamental para a boa hidratação do bolo fecal, interagindo com as fibras e tornando -o mais macio, volumoso e auxiliando no peristaltismo (movimento natural do intestino)”, comentou a nutricionista Mariana Maciel.

8. Farelo de aveia

O farelo de aveia é um alimento riquíssimo em fibras, capaz então de promover maior sensação de saciedade, regular o trânsito intestinal e auxiliar na digestão e absorção de nutrientes.

 “O farelo de aveia é rico em betaglucanas, fundamental para o trânsito intestinal e com propriedades estimulantes dos sistema imunológico e anti-inflamatório potente”, afirma Mariana.

¨¨ Minha Vida ¨¨

6 SINAIS QUE AJUDAM A DESCOBRIR SE UM RELACIONAMENTO É ABUSIVO

Enquanto os casos de violência doméstica aumentam absurdamente em nosso país, é fundamental que haja cada vez mais informações que nos ajudem a combater esse problema – só para você ter ideia, 43,5 mil mulheres foram mortas no Brasil em decorrência de violência doméstica na última década, e em 30 anos o número de assassinatos teve um aumento de 217,6%.

Não se pode generalizar, mas muitos casos extremos poderiam ser evitados se soubéssemos reconhecer um relacionamento abusivo desde o início. Normalmente, o abuso aparece depois de um começo de relação normal, cheio de carinho e romance. Nesse sentido, vale conferir as dicas dadas pelo psicólogo Antonio Borrello, colunista do Huffington Post, que elencou alguns sinais de que você ou alguma pessoa próxima pode estar em um relacionamento abusivo. Confira:

1 – Quando o relacionamento está evoluindo rápido demais

Se uma semana depois do primeiro encontro a coisa já virou namoro, se o telefone não para de tocar, as mensagens chegam a todo o momento e um mês depois do primeiro beijo a ideia já é morar junto, desconfie. O parceiro abusivo geralmente convence a outra pessoa de que eles são perfeitos um para o outro e de que as coisas vão rápido demais porque foi um caso de amor à primeira vista, encontro de almas gêmeas e por aí vai.

Toda essa demonstração excessiva de “amor” acaba fazendo com que a outra pessoa do relacionamento fique sob controle do agressor, e isso é fundamental para ele no futuro.

2 – Quando há expectativas irreais

O parceiro abusivo geralmente espera viver um relacionamento digno de conto de fadas e, depois de conquistar a confiança do parceiro, faz questão de construir uma relação à base de estereótipos de gênero. Os agressores são, geralmente, homens machistas que acham que a mulher precisa ficar em casa lavando louça enquanto ele trabalha para prover a família. É o cara que fica bravo quando chega em casa e o jantar não está pronto ainda. A felicidade do opressor depende sempre das atitudes da parceira.

3 – Quando a pessoa tem a sensibilidade à flor da pele e muito ciúme

Os agressores costumam responder de maneira exagerada a situações comuns, comentários, piadas e afins. Isso acontece porque têm baixa autoestima e, por isso, acreditam que tudo o que acontece à sua volta é uma espécie de ataque pessoal. Ficam ofendidos facilmente e se abalam até mesmo diante de uma crítica construtiva.

O abusador é o tipo de pessoa que não aceita que ninguém discorde do que ele diz e não aceita que sua parceira sequer olhe para os lados – se for para um homem, então, já é o suficiente para que ele tenha certeza de que está sendo traído.

4 – Quando há muitos presentes e mimos

Se uma pessoa começa a encher você de presentes e, especialmente, se isso deixa você desconfortável a ponto de não ter mais vasos em casa para colocar tanta flor, eis mais um típico sinal de alerta. Todo esse excesso de recompensas materiais não passa de uma desculpa para que depois o acusador tenha o argumento “mesmo depois de tudo o que eu fiz por você?”.

5 – Quando a pessoa não quer que você tenha uma vida social

O agressor geralmente implica com todas as pessoas do círculo social do parceiro. Os amigos não prestam, os colegas de trabalho são chatos e os familiares, invasivos demais. Dessa forma, ele consegue fazer com que a outra pessoa se sinta culpada por sentir vontade de ver amigos e familiares com mais frequência.

6 – Quando a pessoa é agressiva com os outros

É importante sempre prestar atenção no que os amigos próximos do seu parceiro falam sobre ele. Idem para familiares e colegas de trabalho que você eventualmente venha a conhecer. Da mesma forma, observe como ele trata o garçom ao reclamar que a comida foi servida fria ou sem tempero.

A pessoa que compra briga no trânsito, que discute com desconhecidos na rua por motivos banais e que perde a cabeça fácil pode ser, sim, uma pessoa abusiva e, inclusive, violenta.

Se esses sinais estiverem presentes na pessoa com quem você está se relacionando, tente pedir a opinião de algum amigo próximo em quem você confia. Se ainda não houve algum episódio de agressão física, tente conversar com o seu parceiro; mas, se qualquer tipo de agressão já aconteceu ou venha a acontecer, não deixe de denunciar, de procurar a Delegacia da Mulher do seu município e, se puder, orientação psicológica.

Alguns de nossos leitores homens geralmente criticam essas postagens. A eles, explicamos que 68,8% dos casos de mulheres que são mortas por questão de gênero – a esse crime, chamamos “feminicídio” – acontecem dentro de casa. Esse dado pode até não fazer sentido para quem vive em um ambiente ideal, onde esse tipo de violência não acontece. De qualquer forma, é fundamental, como um exercício de cidadania, divulgar informações que possam ajudar quem vive em relacionamentos abusivos.

É lógico que muitos homens também vivem em relacionamentos abusivos, tanto em casos de relação homossexual quanto heterossexual. Ainda assim, o número de mortes é muito menor. No caso das mulheres, somente em 2011, foram 73.633 registros de violência doméstica – fora, é claro, os casos que não chegam a ser denunciados.

 ligue 180 Central de Atendimento a Mulher

¨¨ Mega Curioso ¨¨

Conheça a história de mulheres que se descobriram lésbicas depois dos 30

Elas foram apaixonadas por homens e sim, sentiam prazer, até que tudo mudou em suas vidas

Elas passaram boa parte da vida apaixonadas por homens até que… uma mulher as fez questionar tudo. Paula Merlo investiga histórias de sexo que explicam por que é cada vez mais comum mulheres se descobrirem lésbicas tardiamente.

Roberta, 34 anos, sempre namorou rapazes. Tipo: nunca deu selinho nas amigas nem de farra. Nada contra o movimento “I kissed a girl and I liked it”, eternizado pelo pop da musa Katy Perry, mas é que ela nunca viu graça nessa modinha. Até que um dia, há dois anos, recém-empregada numa agência de publicidade, se pegou pensando na amiga de baia durante o fim de semana.  “Na semana seguinte, numa reunião, meu coração disparou quando ela olhou fundo nos meus olhos. Bateu um desespero. Passei dois meses tentando entender que diabos eu estava sentindo”, conta a jornalista.

Bem, aqui cabe a pergunta: o que leva uma mulher-feita – longe das descobertas da adolescência e da infância – a rever/questionar sua orientação sexual? “Quando desabafei com um amigo gay sobre essa paixão pela garota do trabalho, ele disse que eu estava carente, decepcionada com os homens e tal.

Tanto não era isso que estamos juntas há um ano e seis meses”, diz Roberta. O buraco é bem mais embaixo mesmo, Rô – leitora engraçadinha, é sem trocadilho, tá? “De acordo com Freud, o pai da psicanálise, diferente do instinto sexual animal, que tem sempre um objeto de interesse fixo, o foco da pulsão sexual dos seres humanos é extremamente variável.

A qualquer momento da vida, podemos mudar de interesses sexuais”, garante Simone Perelson, psicóloga, psicanalista e professora da UFRJ. “E digo mais: a sexualidade das mulheres é muito mais fluida que a dos homens. Nos seus estudos, o psicanalista Lacan explica: não somos marcadas inteiramente pelo Complexo de Édipo – que prega que as crianças sentem atração natural pelo sexo oposto (no caso das meninas, o pai).

O 1º amor tanto dos meninos quanto das meninas é a mãe. Pras meninas entrarem no Édipo, elas precisam abandonar a mãe como objeto e substituí-la pelo pai. Ou seja: nós mulheres já fazemos uma primeira transferência sexual ainda pequenas”, explica.

Late Booming Lesbians
O fenômeno, por assim dizer, das lésbicas que desabrocham mais tarde (tradução literal do termo acima) tem sido tão discutido lá fora que virou até estudo acadêmico – celebs que se assumiram tardiamente ajudaram a turbinar a discussão, óbvio. Em 2010, a convenção anual do American Psychological Association discutiu o tema em palestra capitaneada pela americana Christan Moran. “É curioso: quando alguém se assume lésbica mais velha, pensam que ela sempre foi gay ou bissexual, mas escondia ou reprimia seus sentimentos”, diz a pesquisadora. Mas a questão é mais profunda e complexa.

“Ninguém nasce homossexual ou heterossexual. Mas como nosso mundo é heteronormativo – ou seja, somos fortemente incentivados a ser heterossexuais –, é possível que a tentativa de cumprir os pressupostos da heterossexualidade seja o motivo principal da demora na aceitação de seus desejos por pessoas do mesmo sexo”, pondera Lívia Toledo, coordenadora do Núcleo de Sexualidade e Gênero do CRP-SP. Foi bem o que aconteceu com a arquiteta mineira Juliana, 31 anos.

Ela sempre teve curiosidade de ficar com mulheres, mas faltava coragem. Casou, teve
filho e separou-se depois de cinco anos. “Mais experiente e menos noiada, tratei de ir curtir
minha solteirice. Me permiti, então, ficar com mulheres. Minha primeira transa homossexual foi um divisor de águas na minha vida. Mulheres têm uma sensibilidade que faz o sexo
e o relacionamento irem pra um outro patamar de maturidade”, conta.

A gente faz nossas as palavras da psicanalista carioca Mônica Donetto Guedes: “Não podemos temporalizar as questões relacionadas ao amor, desejo e afetividade. As experiências, em qualquer período da vida, podem surpreender e nos fazer questionar o estabelecido. Nunca é cedo ou tarde pra repensar sua forma de educar e amar”.

¨¨ Revista Glamour ¨¨

5 DICAS PARA ATRAVESSAR A TRANSIÇÃO CAPILAR SEM USAR CHAPINHA

Resolveu deixar de mão a química e passar pela transição capilar , mas sabe que nesse processo é preciso antes de tudo muuuuuuita paciência e até alguns truques para aguentar tantas mudanças que o seu cabelo promete lhe surpreender durante todo o processo de transição, e para evitar usar a chapinha durante esse processo existem alguns truques bem simples que podem lhe ajudar nessa nada fácil tarefa. Durante a transição capilar duas coisas acontecem (e entram em conflito) no seu cabelo: os cachos naturais começam a crescer e dar volume na raiz; e as pontas alisadas vão ficando ressecadas e com pontas duplas.

Sem saber controlar a situação, muitas mulheres acabam recorrendo à chapinha para dar aquela disfarçada. O problema é que o uso constante pode prejudicar ainda mais o seu cabelo e só prolongar o período de transição.E pensando nisso separei hoje algumas dicas bem simples que fazem a diferença.  Confira abaixo quais são elas!

1 – FAÇA CACHOS NAS PONTAS LISAS

Use ativador de cachos nas pontas lisas enquanto estiver enfrentando a transição capilar, bastante creme para pentear e movimentos para “amassar as pontas” com as mãos já vão deixar as pontas bem mais modeladas. Quem tem mais dificuldade de cachear as pontas, pode apostar nos métodos de texturização com rolinhos no cabelo, trançando, ou até usando acessórios para ajudar, como o famoso bigudinho. Se possível aprenda a fazer a texturização, pois essa técnica também pode ser usada quando o cabelo estiver completamente natural, para quem gosta de formas definidas e comportadas.

2. NÃO TEM MEDO DE RADICALIZAR ENTÃO RASPE

Se você é do tipo que não tem medo de radicalizar e nem gosta de ficar esperando pra ir cortando aos poucos. A melhor maneira é logo ir corando toda a parte do cabelo que foi alisada e começar tudo de novo.  Se você é desapegada saiba que cabelo cresce, e nesse caso você também se livrar da chapinha.

3 . TRANÇAS AFRO 

Para passar pela transição sem usar a chapinha outra boa sugestão é apostar nas tranças afro, apesar de não serem tão simples para fazer sozinha e exigem um investimento de dinheiro e tempo em um salão especializado, mas valem a pena. As box braids ou tranças nagô escondem a raiz do cabelo e também as pontas lisas por até três meses, que é o tempo máximo em que você pode permanecer com o cabelo trançado.

Novas opções de fibras sintéticas, que é o material usado para criar as tranças, não pesam nem causam qualquer tipo de desconforto. Além disso, elas são fáceis de lavar e cuidar e, com o cabelo mais comprido, permitem que você brinque com diferentes penteados para não cair na rotina.

4.  TWISTS  (ou Marley Twists)

Esse é o novo tipo de trança que tem se tornando bastante popular entre as americanas em transição capilar. O nome é em referência ao cantor Bob Marley, que popularizou o estilo dread no cabelo. Essas tranças ficam grossas como em um dread, mas como são torcidinhas – ou em “twists”, o resultado é bem charmoso.

5. APOSTE NOS TURBANTES!

E por último ,vale apostar nos turbantes para aquelas que estão enfrentando a transição capilar e querem ficar longe da chapinha e manter o look moderno. Você pode optar por vários tipos de amarração , desde do modelo mais fechado, ou uma que imita uma faixa e esconde o volume da raiz… São tantas as opções de amarrações que você pode variar bastante com lenços e turbante. Basta uma passada no YouTube para se perder com a quantidade de tutoriais que existem por lá ensinando o passo a passo.

¨¨ Delas ¨¨

 

5 sinais não evidentes de que sua pele está envelhecendo rápido demais

Algumas evidências do envelhecimento aparecem com a idade, outras – mais sutis – servem para ativar o sinal de alerta: é hora de um tratamento preventivo, porque a sua pele pode estar envelhecendo depressa demais

Alguns sinais do envelhecimento são bem claros e evidenciam a idade, como: assistir a formatura de seus primos bebês e receber um convite para uma reunião da escola de seus filhos. E outros, você sente (e nota) na pele: sulcos da testa, pés de galinha, e bolsas abaixo dos olhos. Mas, segundo especialistas, existem sinais mais sutis do envelhecimento cutâneo. “E tendo em vista esses indícios, podemos indicar tratamentos preventivos com respostas mais eficientes e que evitam o aparecimento de rugas, flacidez e outras alterações causadas pelo fotoenvelhecimento”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, da Clínica Volpe (SP). “Quanto antes você notar, com ajuda do médico especialista, melhor será sua aparência e o trabalho preventivo”, acrescenta. Fique de olho nos cinco presságios que podem acender o sinal de alerta:

Manchas de sol aos 20/30 anos no rosto A presença de manchas ou sardas tem relação direta com a fotoexposição solar precoce e intensa até os primeiros 20 a 25 anos de vida, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal. “Já existe um declínio na capacidade de reparo e proliferação celular, pois após os 25 anos em média, temos a primeira perda no metabolismo de regeneração e começamos a ter deficiência em produzir espontaneamente os antirradicais livres e antiglicantes que combatem os superóxidos que envelhecem o nosso organismo”, explica a dermatologista. Isso, segundo a médica, facilita o aparecimento de manchas. “Indícios como as hiperpigmentações solares são um importante sinal de alerta dos danos cumulativos do sol”, comenta Dr. Jardis. E, nesse momento, é hora de investir em tratamentos e prevenção: a novidade é o procedimento TriVersa, que combina tecnologias (radiofrequência nanoablativa, radiofrequência multipolar e luz pulsada) para melhorar o aspecto global da pele e tratar as manchas em seis sessões. Após o procedimento, protetor solar de amplo espectro, com FPS de no mínimo 30, é indicado e anteriormente deve ser aplicado creme com Vitamina C e E, como U.SK Super C Restorative Cream, da Under Skin – que combina os dois ingredientes e apresenta a Vitamina C altamente estável e a 20%. Nutracêuticos com ação de antirradicais livres e antiglicantes ajudam a combater a formação das toxinas que envelhecem precocemente a pele. Os ingredientes? “Vitaminas C, D, E, além de Exsynutriment, Glycoxil, FC Oral, Picnogel, Polipodium Leucotomus, Coenzima Q10 e Colágeno peptídeo”, indica a Dra. Claudia.

Rugas ao longo das bochechas “As pessoas desenvolvem rugas com o movimento e expressões, de modo que não é realmente um mal sinal de envelhecimento. Mas se as linhas finas e rugas aparecem no meio das bochechas, nos vinte ou trinta anos, é hora de se preocupar”, explica o Dr. Jardis. Além das expressões, o sol aparece de novo como um grande vilão. Para rejuvenescer a região, o dermatologista Dr. Abdo Salomão indica sessões de Megafocus, um ultrassom microfocado que atinge o músculo e em apenas uma sessão promove melhora significativa no aspecto da pele, por causa do estímulo de produção de colágeno. “O músculo sofre uma contração imediata ao ser atingido pelos pontos de coagulação e isso produz um efeito lifting, que pode apresentar evolução no período de três meses após o procedimento”, afirma o dermatologista Dr. Abdo. Em casa, o ácido hialurônico é um ingrediente que pode ser usado, como os manipulados com Hyaxel e DSH CN (baixo e alto peso molecular). Os nutracêuticos são novamente uma opção: o método nutracêutico Suplementta é a novidade que conta com a combinação de três substâncias (Verisol, Bodybalance e Keranat) para promover crescimento dos cabelos e prevenção da queda, redução das rugas e aumento da massa muscular. O criador do método, o farmacêutico e pesquisador Lucas Portilho, da Consulfarma, diz que a união das três substâncias atua de maneira preventiva contra os efeitos do tempo e também tratando.

Pescoço irritável e flácido A dermatologista Dra. Claudia Marçal explica que o pescoço é uma região cuja pele é muito fina, praticamente sem glândulas sebáceas, com espessura próxima a dois milímetros, pouco hidratada e onde há grande movimentação natural pela própria dinâmica da região. O fotodano provoca, então, envelhecimento precoce e influencia também na função de barreira, deixando a pele facilmente irritável e mais flácida. A solução? O novo protocolo HotCold, disponível na Clínica Thais Pepe, é eficaz contra a papada e flacidez da região, pois combina o ultrassom com a criolipólise — e remodela o pescoço. “A vantagem do protocolo é tratar a gordura e flacidez de uma forma não invasiva, sem precisar de cirurgia e, portanto, sem downtime (tempo de recuperação)”, garante a Dra. Thais Pepe.

Sua pele está mais sensível que o habitual “A pele é parte de um sistema que precisa estar em equilíbrio, então, se o paciente está em desordens alimentares, em privação ou carência nutricional, ou fazendo uso de medicamentos de controle de colesterol (quando essas concentrações são altas), a pele que já tem tendência a ser mais sensível, pode se tornar-se mais seca”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal. “Essa sensibilidade, que pode vir conjuntamente com coceira, também é um presságio importante de que alguma coisa na sua rotina de beleza não está em ordem”, comenta Dr. Jardis. É necessário fazer uso de vitaminas orais, ter alimentação balanceada e aplicar produtos tópicos com ação calmante e hidratante, como U.SK Advanced Defense Booster, que combina uma concepção exclusiva (U.SK Biocomplex) com ácido maslínico para potente ação anti-inflamatória, calmante e hidratante.

Seu olhar já não é mais o mesmo  “A região dos olhos é bastante sensível e delicada, com característica e estrutura epidérmica diferenciada. A área também conta com a fragilidade das fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação dessa pele que fica, em média, 6% mais fina a cada dez anos”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe. Na região, as olheiras pioram com a alimentação rica em açúcar e sal pois, assim como o álcool, torna a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente. “As olheiras mais violáceas ou mesmo as mistas com tons acastanhados e arroxeados podem surgir por noites mal dormidas, por excesso de bebida alcoólica, tabagismo, na TPM, entre outras causas”, comenta a Dra. Claudia Marçal. “Costumo indicar o uso de tecnologias como radiofrequência ou Fotona, que resolve o problema das olheiras e flacidez da região”, explica Dr. Jardis.

¨¨ Notícias ao Minuto ¨¨

Suplemento faz sucesso entre aqueles que querem ganhar massa muscular, mas é preciso alguns cuidados na hora do consumo

Se você frequenta academia, há grande chances de ter visto esta cena: depois do treino, a pessoa vai até o bebedouro e mistura água a um pózinho, faz um shake e bebe. Provavelmente ela está ingerindo whey protein. Esse suplemento ajuda a ganhar massa muscular e até melhora o desempenho nas atividades físicas e, apesar de ser bastante comum, ainda gera dúvidas. 

Tem gente que tem receio de tomar whey e engordar. Outros não sabem a quantidade ideal de suplemento que devem ingerir. Para esclarecer essas e outras dúvidas, batemos um papo com a nutricionista Andreza dos Santos Dias, da Nutri Factory. Veja os detalhes: 

1. O que é esse tal de whey?

Você já viu as amigas na academia com seu shake, mas afinal, o que é esse suplemento ? Andreza explica que esse produto é resultado da extração das proteínas do soro do leite obtido no processo de produção do queijo. “Essas proteínas possuem um alto valor biológico, ou seja, são completas em aminoácidos essenciais, aqueles que o organismo não consegue produzir, principalmente os aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA). Também apresentam alto teor de cálcio, peptídeos bioativos, e é de fácil digestão e rápida absorção, resultando uma ótima eficiência nutricional”, detalha a nutricionista. 

2. Como o suplemento ajuda no ganho de massa muscular?

Para entender essa relação, Andreza primeiro explica que para “crescer” é preciso que o corpo sintetize proteínas, nutriente presente no suplemento e em diversos alimentos que atua na  construção, manutenção e reparo dos tecidos corporais, dentre eles os músculos. “É necessário ter um saldo positivo de aminoácidos essenciais disponíveis, mantendo um equilíbrio positivo entre a quantidade ingerida e gasta de proteínas”, diz a nutricionista. 

Aí entra o whey protein na história. “Ele é uma fonte de proteína que fornece de forma rápida ao corpo todos os aminoácidos essenciais, principalmente os de cadeia ramificada (BCAA), a valina, a isoleucina e a leucina, que são os principais compostos ligados ao pico da síntese proteica. Tudo isso age contribuindo com o aumento da massa muscular através da reparação das fibras musculares que sofrem microlesões durante a prática de exercícios de força”, explica Andreza.

3. Quais os outros benefícios desse suplemento?

O mais comum ainda é relacionar o consumo dessa proteína com ganho de massa muscular, mas segundo Andreza esse item traz outros benefícios se usado da maneira correta. “Destacam-se seus efeitos sobre a síntese proteica muscular, redução de gordura corporal, assim como na modulação da adiposidade, aumento da imunidade e melhora do desempenho físico”, lista a nutricionista.

Ela diz também que estudos apontam que ele pode ajudar na redução da pressão arterial e níveis de colesterol, além de combater radicais livres.

4. Todo mundo pode ingerir esse produto?

A reposta para essa dúvida é depende. Quem fará a prescrição do suplemento de acordo com a necessidade diária de nutrientes de cada um e dos objetivos individuais é um médico ou nutricionista. 

Em linhas gerais, esse suplemento, segundo Andreza, pode ser consumido por crianças a partir de dois anos, adultos e também idosos. E além da recomendação médica, é preciso ficar atento à qualidade do produto. Como ele se tornou popular e conhecido, há uma infinidade de marcas e opções disponíveis no mercado, mas muitas mais prometem do que cumprem. “Hoje encontramos no mercado muitas opções inclusive com a presença de substâncias artificiais e nocivas ao organismo”, alerta a especialista. 

5. Qual a quantidade de proteína devo ingerir para conseguir “crescer”?

“Um estudo realizado por uma das maiores autoridades do mundo sobre suplementação de proteína, Stuart Philips, indica que 0,25g de proteína por kg de peso pode ser eficiente para a hipertrofia muscular, estimulando o pico de insulina proteica após o treino”, afirma Andreza

Para ficar mais fácil para entender esse número, ela dá um exemplo: para uma pessoa com peso corporal de 70kg, a quantidade ideal de proteína pós-treino seria em torno de 17,5g, uma média de 20g de whey protein.

Entretanto, mais uma vez é importante contar com a prescrição e o acompanhamento de um profissional para conciliar a ingestão do suplemento com as demais fontes de proteína da alimentação do dia a dia. 

6. Whey engorda?

Andreza destaca que é muito comum que as pessoas confundam ganho de massa com ganho de peso. Ela diz que, quando bem ministrado, o suplemento não engorda, pelo contrário, acaba favorecendo o processo de emagrecimento e de troca de gordura por massa magra.  

O suplemento de proteína é capaz de aumentar a produção de CCK (colecistocinina), hormônio responsável por promover a saciedade no organismo, o que jáé um ponto positivo para quem quer emagrecer, já que evita a gula e possíveis deslizes da dieta.

Ele também auxilia no controle do açúcar no sangue, aumentando a sensibilidade à insulina nas células. É sabido que os picos de açúcar no sangue contribuem para que o corpo acumule gordura. Sem esses picos, fica mais fácil queimar gordura e, com isso, entrar em forma. 

7. Todo mundo que faz academia deve tomar o suplemento?

Mais uma vez, isso depende de pessoa para pessoa. Não é porque você frequenta academia que precisa necessariamente de um suplemento de proteína. Isso vai depender da intensidade dos exercícios que você faz e também da sua alimentação e da sua rotina. Geralmente quem precisa de suplementação é quem faz exercícios intensos e pesados. 

Andreza ainda dá alguns exemplos de atividades física e consumo de proteína. “Podemos dizer que é indicado para as pessoas sedentárias 0,8g a 1,2g de proteína por kg de peso por dia, para praticantes de atividades físicas de longa duração, como corrida, ciclismo e natação, acima de 1 hora e meia de 3 a 4 vezes por semana, 1,2 a 1,6g de proteína por kg de peso por dia e para exercícios de força como lutas e musculação, 1,6 a 2,0g de proteína por kg de peso por dia, que devem estar distribuídos ao longo do dia em quantidades estratégicas”.

“É preciso identificar todas as variáveis que interferem as necessidades de proteínas para poder conciliar o whey protein na dieta da forma mais adequada, com auxílio de um nutricionista”, ressalta Andreza. Ela diz ainda que geralmente uma alimentação equilibrada já é fonte dos nutrientes necessários para o bem-estar e para a saúde. 

Mas se já uma deficiência, o suplemento pode ser consumido até por pessoas sedentárias que precisam de um incremento de proteína na dieta. Em linhas gerais, é preciso cautela. De nada adianta exagerar no consumo esperando que vai ficar mais sarado, pois há um limite na absorção e o excesso pode ser prejudicial. 

8. Vale a pena incrementar receitas com whey?

Quantas vezes você já não viu uma receita que diz ser mais saudável por levar whey na fórmula? Quantas famosas não lotam as redes sociais de dicas de como substituir ingredientes e incluir o suplemento nos preparos? Aposto que já foram algumas, para não dizer muitas. Mas segundo Andreza, essa nem sempre é a melhor solução. A proteína pode ser usada como ingrediente, mas para obter os benefícios é necessário atenção ao modo de preparo das receitas. 

“As receitas que usam o suplemento podem, sim, ser interessantes para enriquecer a dieta e fazer parte de um cardápio saudável, mas é preciso ter alguns cuidados como a forma de preparo, já que a temperatura que o whey é exposto pode, sim, alterar a molécula da proteína”, ressalta a nutricionista.

Ela explica que essa alteração ocorre por um processo chamado desnaturação e que isso pode causar mudanças na estrutura dos aminoácidos. “Quanto maior for a temperatura e o tempo que o produto for exposto, maior a reação”, diz Andreza.

A especialista também comenta que o o processo da digestão já provoca a desnaturação da proteína e, por isso, o aquecimento não vai causar uma perda considerável de proteína, mas pode enfraquecer o poder antioxidante do suplemento. 

Para evitar qualquer perda de benefícios, a indicação de Andreza é usar o item em receitas frias ou que sejam aquecidas abaixo dos 70ºC e pelo menor tempo possível.  

E mais…

Ainda existem diferentes tipos de whey e cada versão tem uma composição de carboidratos, gorduras e outros nutrientes, um sabor peculiar e uma faixa de preço. Por exemplo, a versão concentrada tem a proteína quase intacta, mas apresenta mais gordura saturada, lactose, sódio e carboidratos que outras opções. Já a versão isolada destaca a proteína e elimina outros itens, como as gorduras. Ainda há o suplemento hidrolisado , que já passa por uma pré-digestão e é processado de forma extremamente rápida pelo organismo. E, mais uma vez, quem vai indicar o melhor para você é seu médico ou nutricionista. Converse com um especialista para deixar claro seus objetivos com a dieta e com os exercícios e escolher o melhor caminho para sua saúde, seu corpo e seu bolso.

¨¨ Delas ¨¨ 

 

Confira 7 benefícios que trabalhar fora traz às mães

Um estudo recente, feito pela American Psychological Association, concluiu que mães que trabalham em período integral são mais felizes e saudáveis do que as que não trabalham. Baseado na pesquisa, o site Your Tango listou 7 benefícios que a um emprego pode trazer para as mamães e suas famílias:

1. Realização pessoal

Após a maternidade, é normal que a maioria das mulheres deixe paixões, talentos e objetivos de lado. No entanto, essa atitude pode fazer com que ela se sinta insatisfeita e até ressentida.

 

2. Controle financeiro

Por também contribuir financeiramente para o funcionamento da casa, a mãe que trabalha não fica dependente apenas dos ganhos do marido. Além disso, o fato de ter um salário e participar da vida financeira da família faz a mulher se sentir confiante, apta a tomar decisões sobre dinheiro e acaba com a culpa por estar gastando os ganhos de outra pessoa.

 

3. Identidade própria

Ser mãe não deve fazer com que as mulheres abandonem suas identidades próprias, mas é comum que isso aconteça. Trabalhar fora permite e até exige que ela mantenha sua identidade. Essa atitude é importante até para a criança que, conforme cresce, descobre que é um ser humano independente da mãe. Além disso, mulheres que não têm sua própria identidade podem encontrar problemas na hora de deixar seus filhos crescerem e serem independentes.

 

4. Vida social

Mesmo que ser mãe signifique ter dias cheios e uma companhia constante, muitas mulheres se sentem sozinhas e isoladas. Afinal, a maternidade traz muitas mudanças e manter o contato com amigos se torna um verdadeiro desafio. Trabalhar em tempo integral garante que a mulher tenha a oportunidade de constuir e manter conexões sociais com adultos. Pode parecer simples, mas, para algumas mães, essa atitude ajuda a mantê-las sãs.

 

5. Independência

Ter um emprego pode fazer com que a mulher se sinta no controle de sua vida. Ao mesmo tempo em que valoriza a contribuição do marido, ela sabe que não depende dele para viver. E essa sensação de auto-suficiência é importante para a autoestima de uma mãe.

 

6. Pai e marido mais dedicado

Uma das maiores vantagens de trabalhar fora é que a ausência da mulher em alguns momentos vai ajudar o homem a se tornar um pai e marido mais dedicado. Com a jornada dupla da mãe, o pai participa mais da rotina da criança e cria novos vínculos com os filhos.

 

7. Exemplo para os filhos

Trabalhar fora dá às mulheres a oportunidade de ser um exemplo completo para seus filhos, afinal ela pode ensiná-los muito sobre prioridades, decisões e sacrifícios. Filhos de mães que trabalham em tempo integral aprendem mais cedo que há recompensas para quem trabalha duro, como férias em família, melhores estudos, prática de esportes e outras atividades, entre outros benefícios.

¨¨ Terra ¨¨

10 passos para mulheres ganharem mais

Ganhar mais, quem não quer? A maioria de nós busca isso se dedicando mais, estudando mais, trabalhando mais. No entanto, pode não ser suficiente.

Muitas mulheres, por exemplo, costumam achar que fazendo bem o que tem que ser feito é o suficiente para avançar no mercado corporativo. Não é bem assim, de acordo com Denise Damiani e Cyntia de Almeida, autoras do livro Ganhar mais, gastar menos e investir, o livro do dinheiro para as mulheres. Segundo elas, a remuneração tende a aumentar quando entendemos o próprio valor pessoal, divulgamos o trabalho que está sendo feito e nos mantemos conectados com “mentores”, ou seja, pessoas que verdadeiramente possam nos ajudar a crescer no ambiente corporativo.

Muitas mulheres acham que o resultado do trabalho fala por si só e que é “feio” falar em dinheiro. Inclusive, estudos recentes comprovam que ao receber uma oferta de emprego, na grande maioria dos casos, a mulher aceita o primeiro salário que lhe é oferecido, diferentemente dos homens que negociam.

Para mudar isso, vamos falar de dinheiro, de remuneração e encontrar o caminho para ganhar mais. A coluna separou os 10 passos ensinados no livro do dinheiro para as mulheres. Em síntese, são pequenos esforços que repetidos dia após dia podem fazer uma grande diferença na sua vida e, inclusive, no seu orçamento.

 1. Valorize-se desde o princípio
Se possível, comece negociando o valor que irá cobrar pelo seu trabalho. Convém avaliar se há margem para subir o valor, mesmo se não for possível é importante que fique claro seus interesses quanto à remuneração.

2. Conheça o terreno como a palma da sua mão
Saiba se tem muita gente fazendo o que você faz, quanto é pago, quem paga, se é uma onda passageira ou se tem potencial de crescimento, por exemplo. Essas são algumas das perguntas que pode começar se fazendo. Além disso, converse com 15 a 20 pessoas próximas e tire daí uma reflexão positiva sobre o seu mercado repetindo as questões-chave para ficar mais clara a situação no seu nicho.

3. Diga sim ao trabalho, às pessoas e ao sucesso
É preciso aceitar os desafios que resultem em sucesso e visibilidade e otimizar seus esforços e seu tempo. Abrace missões desafiadoras e não se esconda atrás de pequenas tarefas que ocupam seu tempo. Quando a gente gosta do que faz é mais fácil encontrar entusiasmo e motivação.

4. Não tenha vergonha de se vender
Não adianta ter uma ideia incrível, batalhar ou fazer um trabalho excepcional se não souber vender. Não seja modesta em relação à sua qualificação ou às suas realizações. Vender ou se vender é uma questão de sobrevivência. Ache o seu jeito, o importante é comunicar.

5. Cultive relacionamentos positivos
Significa criar laços e alianças com outros profissionais entusiasmados e dedicados ao trabalho. Procure um chefe que seja seguro o bastante para reconhecer seu valor sem temer a concorrência, nem esconder ou sabotar seu desempenho. O fluxo da positividade só traz benefícios para você e para os outros. Troque, compartilhe, se aproxime de quem admira.

6. Procure um mentor
Um mentor é um profissional da sua área que tem mais experiências e que se dispõe a orientá-lo em sua carreira. Cultive essas relações. Outra forma de ter um mentor é por meio de livros, ler biografias de empresários ou profissionais de destaque pode não se reverter em ganhos diretos, mas traz insights valiosos sobre estratégias e atitudes que podem virar vantagens para você.

7. Esqueça a linguagem dos sinais
Tudo o que você quer deve ser dito claramente e direcionado à pessoa certa. Se você deseja subir na empresa, assumir novos desafios, expandir seu negócio ou mudar de rumo, seja direta. Expresse sua vontade. Se estiver com medo de ser considerada agressiva, saiba que assertividade e agressividade são bem diferentes.

8. Não se perca no meio do trajeto
Essa dica é importante especialmente para quem tende a se perder em algum ponto do caminho, seja por falta de meta ou foco. Para saber se está no caminho em direção a maiores ganhos, peça feedback e saiba ouvir o que seus chefes têm a dizer. A reposta revelará os próximos passos dentro ou fora da empresa que está, na tarefa que executa ou em outros caminhos que ainda vai buscar. Ouça!

9. Cuide do emocional
Para ter sucesso é fundamental treinar sua capacidade de ouvir negativas sem se deixar abalar. Isso é especialmente verdadeiro quando lidamos com vendas – seja de produtos, serviços ou da própria imagem. Temos que aprender a ouvir muitos nãos, mas sempre partir para o próximo contato pensando no sim, que deve estar no nosso horizonte sem preguiça e sem medo. A sorte vem disfarçada, muitas vezes de um não agora para um belo sim depois.

10. Mantenha sempre um lastro financeiro
A segurança financeira lhe dará a coragem para fazer movimentos arriscados, negociar condições interessantes de salário e batalhar pelo que você deseja. Essa reserva de emergência pode exercer efeitos incríveis sobre sua autoestima, poder de negociar e finanças como um todo. Além de tudo o que foi dito, lembre-se que ganhar mais é bom, especialmente se for combinado com o gastar menos e investir. Uma pessoa pode ser rica ganhando R$ 5 mil por mês e poupando R$ 3 mil em vez de alguém que ganha R$ 100 mil e gasta R$ 110 mil. Vá em frente, dê o primeiro passo e comunique o que você quer!

¨¨ Revista Donna ¨¨