quinta-feira, 24 agosto, 2017
Foto: Edson Ribeiro/Assomasul

Caravina recebe ministro da Educação em Campo Grande

Foto: Edson Ribeiro/Assomasul
Foto: Edson Ribeiro/Assomasul

 

Por: Bianca Lima/Assecom-Bataguassu

O prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), atual presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) recebeu ontem, dia 21 de agosto, na sede da entidade municipalista, em Campo Grande, o ministro da Educação, Mendonça Filho.

A autoridade federal participou da solenidade de abertura do encontro “FNDE em Ação”, que apresenta um resumo das principais ações do ministério voltadas às administrações municipais, estaduais e comunidades escolares com sequência nesta terça-feira, dia 22.  

Em seu discurso, Caravina solicitou ao ministro a liberação de recursos federais para investimento no transporte universitário, apontando as dificuldades dos municípios para a manutenção desse setor. “Quero aproveitar a oportunidade diante da situação dos municípios que em sua totalidade não dispõe de condições financeiras para pedir ao ministro que ofereça um programa para auxiliar os prefeitos a gerir essa demanda”, pontuou Caravina, que destacou que um programa para bancar esse setor seria muito importante para os acadêmicos de todos os municípios de Mato Grosso do Sul.

O dirigente, além de agradecer Mendonça Filho pelo fato de ter escolhido a casa dos prefeitos para a realização do evento, destacou ainda a importância da atividade organizado pelo ministério em parceria com a Assomasul observando que prefeitos e secretários municipais de Educação e técnicos das prefeituras terão a oportunidade durante o evento de tirar dúvidas relacionadas a vários setores, sobretudo, como experiência visando obter recursos federais.

Mendonça Filho, por sua vez, falou dos avanços de sua pasta em termos de investimento, citando como exemplo a liberação de R$ 5 milhões para os municípios do Estado investirem no setor por meio do programa FNDE em Ação, além da entrega de R$ 9 milhões em obras na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O ministro pediu apoio dos prefeitos e da sociedade em favor do desenvolvimento do setor educacional. “Eu valorizo os municípios. Os prefeitos têm um papel importante para que possamos avançar ainda mais”, colocou, ao citar a aplicação de recursos no setor do transporte e merenda escolar.

Quanto ao pedido feito pelo presidente da Assoma sul, o ministro disse não ser irresponsável de fazer esse compromisso sobre o transporte universitário fazendo críticas veladas a gestões anteriores da pasta.

Mendonça Filho foi aplaudido quando garantiu reabrir o Plano de Ações Articuladas (PAR) a partir de setembro.

Participaram da cerimônia o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), o presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Mochi (PMDB), senadores Pedro Chaves (PSC-MS) e Simone Tebet (PMDB-MS) e deputados federais Geraldo Resende (PMDB-MS), Luiz Mandetta (DEM-MS) e Teresa Cristina (PSB-MS).

Foto: Micael Nunes

Bataguassu recebe curso de Formação sobre Territórios de Aprendizagem e Exploração

Foto: Micael Nunes
Foto: Micael Nunes

Por: Bianca Lima/Assecom-Bataguassu

 

A Fundação AH em parceria com as Secretarias Municipais de Educação e Cultura de Bataguassu, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo e Brasilândia oferecerá na próxima segunda-feira, dia 24 de julho, em Bataguassu, uma capacitação voltada para professores da rede focado para a educação infantil. O curso será realizado no Centro de Eventos, das 9 às 18 horas (horário de Brasília).

Segundo a secretária municipal de Educação e Cultura, Regina Duarte de Barros Dovale, a capacitação será realizada na data em que os professores estarão retornando do período de recesso escolar e estarão em formação continuada e planejamento previsto em calendário escolar.

Regina lembra que a atividade será ministrada pela palestrante Tais Romero, pedagoga e psicopedagoga diretora do grupo “Pedagogia Subjetividade”, que tem ampla experiência em formação de professores no Brasil e exterior. O tema abordado será “Os Territórios de Aprendizagem e Exploração”.

SERVIÇO

Para interessados, informações e inscrições na Secretaria Municipal de Educação e Cultura, localizada na rua Ribas do Rio Pardo, 376, Centro. O investimento é de R$ 20.  

Foto: Micael Nunes

Diretor-presidente da Funtrab-MS visita Bataguassu

Foto: Micael Nunes
Foto: Micael Nunes

Por: Bianca Lima/Assecom-Bataguassu

 

O diretor-presidente da Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab), Wilton Acosta, esteve no dia 30 de junho, em visita ao município de Bataguassu.

Na ocasião, Acosta prestigiou o encerramento da Oficina de Formação em Economia Solidária com a entrega de certificados aos alunos participantes. A atividade desenvolvida na Câmara de Vereadores do município nos dias 29 e 30 de junho foi uma ação é da Funtrab, por meio do projeto MS Solidário em parceria com a Prefeitura de Bataguassu, através da Secretaria Municipal de Assistência Social.

O diretor-presidente esteve ainda na Casa do Trabalhador (Ciat) em reunião com o vice-prefeito de Bataguassu, Akira Otsubo (PMBD), com o gerente da Casa do Trabalhador, Enivaldo Vieira Marques e com a secretária municipal de Assistência Social, Ana Nely Castello Branco Sanches.

Entre os assuntos, Acosta salientou a necessidade de melhorias na estrutura física do Casa do Trabalhador para um melhor atendimento aos candidatos às vagas de emprego além de oferecer capacitação aos servidores da agência. Outro ponto abordado foi a disponibilização de oferta de crédito pessoal para empreendedores através do banco Cred Qualy.

OFICINA

Sobre a Oficina de Formação em Economia Solidária, o supervisor do projeto MS Solidário, Romeu Olivério Schaeffer, responsável por ministrar a atividade em Bataguassu explicou que o conceito de economia solidária tem sido nos dias atuais uma alternativa para a geração de emprego e renda em que grupos constituem empreendimentos econômicos.

Schaeffer esclareceu que no ano passado um seminário sobre o assunto teve como objetivo promover uma sensibilização a respeito do conceito no município que tem como público-alvo produtores rurais de agricultura familiar, grupos urbanos (artesãos e outros), quilombolas e indígenas. O objetivo é contribuir para a superação da extrema pobreza local, fomentando a geração de renda.

Durante os dias de formação, foram repassados informações na teoria e na prática sobre o conceito de economia solidária e seus empreendimentos; Produção, Comercialização, Consumo e Finanças Solidárias; Microcrédito, Bancos Comunitários, Clube de Trocas, Fundos Rotativos; Fórum Brasileiro e Estadual de Economia Solidária; Central de Comercialização; Identificação dos Empreendimentos Econômicos Solidários; Constituição de um Núcleo de Contato de Economia Solidária.

O supervisor lembrou que a próxima etapa do programa oferecerá uma oficina de designer para melhorar o acabamento e apresentação de produtos. Na sequência, serão formados 10 grupos que farão a exposição desses produtos já melhor formatados em uma feira regional em Ivinhema e posteriormente em uma feira estadual, em Campo Grande. “A economia solidária é a abertura de novas oportunidades de emprego e renda”, considerou ele.

A secretária municipal de Assistência Social, Ana Nely Castello Branco Sanches, durante o evento, agradeceu a presença dos participantes e comentou que foram mobilizadas para a atividade pessoas que já exercem alguma ofícios como artesãos e agricultores familiares.

Ana destacou a importância da oficina diante das informações e suporte técnico oferecido na data para capacitação e aprimoramento dos produtos desenvolvidos pelos empreendedores.

Ao final, a secretária agradeceu ainda ao Governo do Estado, através do Funtrab pela parceria, já que ações como essa são positivas no sentido de contribuir para a geração de renda das pessoas.

Foto: Micael Nunes

Casa do Trabalhador oferece vagas de emprego para recapeamento da MS-395

Foto: Micael Nunes
Foto: Micael Nunes

Por: Bianca Lima/Assecom-Bataguassu

 

Devido o recapeamento da MS-395, obra com início anunciado nos últimos dias, em torno de 60 vagas de empregos estão sendo ofertadas para trabalhadores de Bataguassu e região. Os interessados podem obter mais informações sobre os cargos disponíveis na Casa do Trabalhador de Bataguassu (Ciat).

VAGAS

São oferecidas 20 vagas de emprego para o cargo de Auxiliar de Serviços Gerais, 4 vagas para Rasteleiros, 8 vagas de Operadores de Rolo Compactador, 12 Motoristas de caminhão basculante, 2 Motoristas com curso Mopp, 1 vaga para Operador de Bob Cat, 2 vagas para Operadores de Rolo de Pneus.

Estão disponíveis ainda 3 vagas para Motoristas de Caminhão Pipa, 2 vagas para Motoristas de Coletivo (ônibus), 2 vagas para Operadores de Pá Carregadeira, 1 vaga para Laboratorista de Solos/Asfalto, 1 vaga para Operador de Vibroacabadora e 1 vaga para Operador de Mesa Vibroacabadora.

A Casa do Trabalhador (Ciat) fica na Avenida Aquidauana, 60 e funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas; e das 14 às 17 horas. Os interessados devem se apresentar no local munido de currículo e preencher cadastro. O telefone para contato é (67) 3541-2128.

Foto: Reprodução/tabelainss2017.org

Em Bataguassu, INSS é obrigado a agendar perícia médica em até 45 dias

Foto: Reprodução/tabelainss2017.org
Foto: Reprodução/tabelainss2017.org

Informações: Cenário MS

 

Em razão de atendimento a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Três Lagos, a Justiça Federal determinou que o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) de Bataguassu realize as perícias médicas obrigatórias para a concessão de benefícios previdenciários sob o prazo de 45 dias a contar da data de requerimento. Esta ordem também é valida para as agências da Previdência Social de Aparecida do Taboado, Brasilândia, Cassilândia, Paranaíba e Três Lagoas, na região leste do Mato Grosso do Sul, segundo informações do site Cenário MS.

A multa diária para esta sentença está fixada em 1,5 mil para cada perícia realizada fora do prazo a partir de setembro. Foi concedido pelo poder judiciário um período de carência de três meses, contados da data de publicação da decisão, para que o INSS adote as medidas administrativas necessárias para a regularização do tempo de espera.

As avaliações por peritos do INSS são obrigatórias para a concessão de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, pensão por morte ao dependente incapaz e assistência social a pessoa com deficiência. “Tais prestações ostentam natureza alimentar, de sorte que visam a garantir a vida e a dignidade daqueles que lhe fazem jus. Assim, sonegar o pagamento tempestivo de benefícios previdenciários e assistenciais, mediante demora na análise do requerimento, representa patente ofensa aos mais básicos dos direitos fundamentais”, afirmou a Justiça na decisão.

Dados levantados pelo MPF para o ajuizamento desta ação demonstram o excessivo tempo de espera para a inspeção médica. Na APS Cassilândia, cidadãos chegaram a aguardar 92 dias em 2012, 84 em 2014 e 96 em 2015. “Isso porque a perícia é apenas uma das fases administrativas para a concessão do direito, que ainda inclui análise documental, implantação do benefício e o efetivo pagamento”, esclarece o Ministério Público.

Através dessa decisão, o Judiciário reconheceu que a demora excessiva na marcação das perícias viola o direito dos cidadãos e deixa pretensos beneficiários desassistidos, os quais, por incapacidade laboral ou necessidade de amparo social, ficam sem qualquer fonte de renda que lhe garanta a subsistência. Ainda foi estabelecido à autarquia previdenciária o dever de divulgar a sentença na imprensa local, em seu site e nas agências afetadas pela decisão, de modo a tornar pública a obrigação.

Para o MPF, a determinação judicial é uma via para assegurar a dignidade dos mais necessitados. “O INSS dispõe de meios legais para a otimização dos trabalhos e diminuição do tempo de espera. A decisão não deixa de considerar os problemas burocráticos inerentes à Administração Pública, mas preza pelo cumprimento da lei e o pelo direito dos cidadãos a um serviço público contínuo, célere e eficaz” 

Por fim, o Ministério Público fiscalizará o cumprimento da decisão, requerendo ao INSS, quando necessário, relatórios de tempo de espera para perícias.

Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Governo quer programa educacional antidrogas em todos municípios

Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado
Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Por: Correio do Estado

 

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) deverá funcionar em todo o Estado até o fim deste ano.

A informação foi divulgada hoje pelo comandante da Polícia Militar (PM), coronel Waldir Ribeiro Acosta, durante comemoração dos 20 anos do Proerd com participação do ministro do Desenvolvimento, Osmar Gasparini, governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e secretário de segurança José Carlos Barbosa. 
 
Segundo Acosta, desde a criação do programa 300 mil alunos do 5º ao 9º ano já foram beneficiados.  Em média, são feitos 20 mil atendimentos por ano. 
 
“É uma ferramenta muito eficaz no combate ao tráfico porque, ao contrário do policiamento, o Proerd atua de forma preventiva, de forma a alertar os alunos e suas famílias sobre os riscos das drogas”, declarou o comandante. 
 
O coronel pontuou ainda que, só este ano já foram apreendidas 50 toneladas de entorpecente no Estado.

PREOCUPAÇÃO NACIONAL 

Gasparini informou que tanto Ministério de Defesa quanto Ministério da Justiça estão realocando seus recursos para enfrentar a questão da disseminação da droga no Brasil.

“A droga hoje é uma epidemia devastadora no País. É um fator de empobrecimento à população porque um chefe de família dependente químico joga toda família na miséria e ele também”, opinou o ministro. 
 
Ele lembrou que o Brasil faz fronteira com os maiores produtores de drogas do mundo e como esse fator tem efeitos drásticos para o País. “Nós passamos muito tempo, eu diria quase duas décadas, sem nenhuma política eficaz e articulada para enfrentar esse problema tão grave. Não tem cabimento o Brasil ser o país com o maior número de homicídios do mundo e ser o País onde mais se mata jovens no mundo. Está na hora de fazermos esse enfrentamento”. 
 
Declarações semelhantes foram feitas por Azambuja. Ele disse que o videomonitoramento está sendo montado nas 14 cidades fronteiriças com Bolívia e Paraguai. 
 
“Mas precisamos de efetivo maior, precisamos da presença das forças federais. Essa integração das forças estaduais com as forças federais, núcleo de inteligência de fronteira é fundamental porque você só trabalha no combate às grandes facções com inteligência, então essa integração é um ponto de partida interessante”, declarou. 
 
Barbosa completou que as ações da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) ficaram mais intensas nos últimos anos. “Se em 2011 nós apreendemos 44 toneladas de drogas, em 2016 foram quase 300 toneladas, portanto, na medida em que houve o crescimento da produção, da distribuição, da comercialização, as forças estaduais também intensificaram suas ações, mas precisamos da parte do governo federal uma atenção maior às nossas fronteiras”, finalizou. 
 
PROERD
O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), é um programa primário de prevenção ao uso indevido de drogas, aplicado por Policiais Militares, que ministram aulas para crianças do 5° ano do Ensino Fundamental, visando, enquanto atividade preventiva, ensiná-las a resistir ao aliciamento de usuários e traficantes. Tem como modelo um programa criado pela Polícia de Los Angeles (EUA), com estudos feitos por pedagogos, psicólogos e policias, denominado D.A.R.E (Drug Abuse Resistance Education) onde o objetivo é propiciar o envolvimento da escola, da família e da polícia na questão da iniciação ao uso indevido de drogas e da violência pelas crianças, tendo sido adaptado para a nossa realidade e hoje administrado pelo Conselho de Comandantes Gerais das Polícias Militares do Brasil (CNCG) através da Câmara Técnica do Proerd.

Foto: Cedida

Artista plástica de Bataguassu expõe obras em Museu de Arte de Londrina

Foto: Cedida
Foto: Cedida

Por: Bianca Lima/Assecom-Bataguassu

 

A artista plástica Lucimar Ramos dos Santos, de Bataguassu, está participando de uma exposição denominada “Fauna e Flora”, apresentada desde o dia 10 de junho, no Museu de Arte de Londrina, no município paranaense.  

Lucimar, que é formada em Artes Visuais e atua como professora de Artes no Centro Cultural de Bataguassu foi convidada a participar da exposição quando esteve em passeio pelo Museu recentemente. “Fui convidada a enviar meu portfólio com algumas das minhas obras e fechamos a parceria”, comentou a artista plástica.

Estão sendo expostos no local, segundo ela, dez trabalhos, feitos em tinta acrílica, que retratam de maneira realista a biodiversidade do pantanal sul-matogrossense. “São obras que apresentam os pássaros, rios, ou seja, a fauna e a flora do nosso querido pantanal”, destacou.

SERVIÇO

Para interessados, a exposição “Fauna e Flora” está disponível para visitação no segundo piso do Museu de Arte de Londrina até o final de julho. O Museu fica localizado na rua Sergipe, 640, centro, em Londrina, PR.

Foto: Reprodução/EPTV

Preço do botijão de gás sobe 7% a partir de hoje no MS

Foto: Reprodução/EPTV
Foto: Reprodução/EPTV

Por: Correio do Estado

 

Gás de cozinha fica, em média, 7% mais caro em Mato Grosso do Sul a partir de hoje, em função de nova política de preços para o produto, comercializado em botijões de até 13 quilos e de uso residencial, anunciada ontem pela Petrobras.

De acordo com a estatal, a aplicação de nova fórmula de preços para o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP-P13) implicará um aumento médio nas refinarias de 6,7% neste mês.

Já de acordo com informações do Sindicato do Gás de Mato Grosso do Sul, a composição final do índice de reajuste para o gás de cozinha no Estado agora em junho deve-se ainda à incorporação da pauta fiscal do combustível, que entrou em vigor no dia 1º com reajuste, além do aumento de tributos.

Ainda conforme a nova política de preços da Petrobras, o gás de cozinha terá alta de preços todos os meses.

Com o aumento, o preço médio do botijão em Campo Grande deve passar de R$ 65,00 para R$ 70,00 (valores defasados em cerca de menos 13%, segundo o sindicato, em decorrência de forte concorrência no mercado local). Já no Estado, o valor passará de R$ 70,00 para R$ 75,00.

Foto: Divulgação

Governo do Mato Grosso do Sul emite nota de esclarecimento para a população

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nota: Governo do Estado

 

Tendo em vista a delação do empresário Wesley Batista em que meu nome é citado, e em respeito ao povo de Mato Grosso do Sul, faço os seguintes esclarecimentos:

O empresário Wesley Batista apresentou em sua delação premiada suposições de fraude envolvendo cinco termos de acordo de incentivos fiscais com o Estado de Mato Grosso do Sul, dos quais apenas um foi assinado em minha gestão;

Esclareço que referido termo assinado em minha gestão teve como objeto investimentos para ampliação e geração de novos empregos em diversas unidades frigoríficas em Mato Grosso do Sul, conforme legalmente estabelecido pela política de incentivos estadual;

Em relação à declaração de que recebi aproximadamente R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais) dos empresários, informo que o valor exato é de R$ 10.500.000,00, (dez milhões e quinhentos mil reais) repassados pelo PSDB nacional e que constam regularmente declarados na prestação de contas eleitoral de minha candidatura em 2014;

Ressalto que a transparência na gestão pública é meu compromisso com o povo sul-mato-grossense, comprovado pela ultima avaliação da CGU que colocou Mato Grosso do Sul com nota 10 em transparência, sendo o Estado que mais evoluiu nesse quesito em todo o país;

Apoio integralmente às investigações, e me coloco à disposição para apresentação de todo e qualquer documento ou esclarecimento que contribua com a elucidação total dos fatos;

Por fim reforço que qualquer outra alegação de fatos ilícitos envolvendo meu nome e a empresa JBS não condiz com a verdade, e será devidamente comprovado.

Campo Grande – MS, 19 de Maio de 2017.

Reinaldo Azambuja Silva

Governador do Estado de Mato Grosso do Sul

Foto: Reprodução/TV Morena

Corumbaense é o campeão Sul-mato-grossense de futebol

Foto: Reprodução/TV Morena
Foto: Reprodução/TV Morena

Por: Gabriel Freire Torres – Divisa Notícias

 

O Corumbaense é campeão Sul-mato-grossense de futebol!

Após 33 anos de sua última conquista da primeira divisão do estado, a equipe de Corumbá ergueu a taça após vitória contra o Novo de Campo Grande, na tarde deste domingo (7).

Um empate na primeira partida fora de casa garantia que o placar inalterado trouxesse o título para o Corumbaense, porém a equipe foi para cima e abriu o placar com William.

Andrinho foi o responsável por calar a torcida da casa e anotar o empate para o Novo, mas aos 33 minutos do segundo tempo Julio anota um gol contra para a festa da torcida do Carijó Corumbaense.

Detalhe para o tempo exato do gol do título: Após trinta e três anos sem erguer a taça da elite, aos trinta e três do segundo tempo o time de Corumbá definiu o placar e trouxe a festa para a torcida da cidade.

A festa se espalha na cidade que é considerada a Capital do Pantanal, onde os jogadores desfilam por um carro do corpo de bombeiros.

Que esse seja o princípio de uma grande onda de apoio a equipe, fazendo com que o esporte no Mato Grosso do Sul  cresça cada vez mais.

Parabéns Corumbaense!

É CAMPEÃO!