segunda-feira, 25 junho, 2018

Coligação acusa eleitos de desvio de merenda

A coligação “Prudente é +” (PMDB/PSDC) protocolou, no cartório da 101ª ZE (Zona Eleitoral), em Presidente Prudente, uma Aije (ação de investigação judicial eleitoral) que acusa o prefeito eleito, Nelson Roberto Bugalho (PTB), seu vice, Douglas Kato Pauluzi (PTB), o atual chefe do Executivo, Milton Carlos de Mello, Tupã (PTB), e o candidato a uma cadeira no Legislativo, Valter Nestor da Silva (PTB), de utilizarem as dependências e verbas do Setor de Alimentação Escolar da Prefeitura para, segundo a ação, alimentar cabos eleitorais e funcionários públicos que trabalharam na campanha política dos representados.

Na Aije, o advogado da coligação “Prudente é +”, Anderson Martins Peres, pede a cassação dos registros de candidatura dos candidatos que disputaram a eleição, além de julgamento de inelegibilidade de Tupã. Relata que seus clientes, o terceiro colocado no pleito, Agripino de Oliveira Lima Filho (PMDB), e seu vice, Carlos Frederico Machado Dias, teriam recebido, por uma caixa de Correios, “documentos que, em tese, contêm indícios gravíssimos de crimes eleitorais”. Tais provas seriam “imagens impressas” de “canhotos de autorização para pessoas almoçarem no Setor de Alimentação Escolar”, sendo para 51 servidores, no dia 16 de setembro, 58 no dia 20 e 52 no dia 28. “Juntamente aos canhotos há diversos ‘santinhos’ dos candidatos Nelson Bugalho e Valtinho, que ocupava justamente o cargo de coordenador de gestão de alimentação escolar”, expõe. “Há desvio de alimentos que são destinados à alimentação escolar para alimentar cabos eleitorais e funcionários que trabalham na campanha, num nítido desvio de finalidades”, complementa.

 

“Avante Prudente”

O chefe de cartório da 101ª ZE (Zona Eleitoral), Fabiano de Lima Segala, explica que, seguindo os trâmites legais, expediu os mandados de notificação dos representados, os quais, após conhecimento da ação, terão prazo de cinco dias para apresentação de defesa. O advogado da coligação “Avante Prudente” (PDT/PTB/PSC/PV/PCdoB/PHS/PMB/PR/PSDB), Alfredo Vasques da Graça Junior, que representa Nelson Bugalho e Douglas Kato, informa que ainda não conhece o teor da ação. “Não fomos citados e não temos conhecimento do que foi alegado”, frisa.

Tupã, por meio da Secom (Secretaria Municipal de Comunicação), declara esperar o andamento da ação. “Que a investigação seja feita caso proceda a reclamação”, destaca. Para tratar do assunto, a reportagem entrou em contato com Valter, que não atendeu e nem respondeu mensagens ao seu celular. Em contato com o Paço Municipal, foi informada que o mesmo não trabalha mais para a Prefeitura.

 

Outra Aije

Como noticiado em O Imparcial, a coligação “Avante Prudente” também move uma Aije que pede a produção de prova pericial médica para atestar suposta “incapacidade absoluta” de Agripino. Ainda solicita que, com a possível comprovação de que o então aspirante ao Executivo esteja com uma doença chamada demência senil, a Justiça Eleitoral declare sua inelegibilidade, além de cassar o registro de candidatura de Carlos. Tal ação, conforme Fabiano, está na mesma fase da Aije proposta pela coligação “Prudente é +”, na qual os representados devem ser intimados.

O Imparcial

Acusados de matar adolescente em Adamantina são indiciados

Serão removidos para a Penitenciária de Caiuá os acusados de matar o adolescente Joeder Costa, de 16 anos, durante a madrugada desta quinta-feira (6), no recinto Poliesportivo em Adamantina. A vítima estava no recinto do rodeio, quando foi esfaqueada com golpes de canivete.

Os autores são dois rapazes, de 18 e 24 anos foram presos em flagrante horas depois do crime pela Polícia Militar. Eles são moradores de Mariápolis e confessaram o crime, de acordo com o delegado Ricardo Dourado, responsável pelo caso. “Em depoimento os autores alegam legítima defesa. Disseram que foram agredidos pela vítima e por outros colegas da vítima. Segundo eles, ouve um esbarrão entre os autores e a vítima e culminou com troca de socos e posteriormente o esfaqueamento”, relata o delegado ao GI Notícias.

A motivação do crime seria uma rixa entre envolvendo a namorada de um dos autores ( que foi ex-namorada de um dos amigos da vítima, que participou da briga). O delegado Ricardo Dourado, disse que o canivete utilizado no crime, estava escondido atrás da fivela da cinta de um dos autores e não foi localizado até o momento.

“Os dois autores foram presos em flagrante e serão indiciados por homicídio doloso qualificado, cuja pena é aumentada por ter sido um crime com motivação fútil e impossibilidade de defesa da vítima. Se condenados podem pegar de 12 a 30 anos de reclusão. Devem permanecer presos até o fim do processo”, disse o delegado ao GI Notícias.

Segurança particular

O evento contava com equipe de segurança contratada pela organização e a presença da Polícia Militar no interior do recinto, e o acesso ao local se deu mediante revista pessoal, nos portões de entrada, como determina a legislação, cumprindo assim todos os requisitos exigidos pelas autoridades. Após o ocorrido, a equipe de pronto-socorristas do evento prestou o socorro imediato, fazendo a remoção, com ambulância, ao pronto-socorro, para os atendimentos complementares

Nota da organização

A Assessoria de Imprensa da Cabeludo Eventos, responsável pelo Adamantina Rodeo Festival, informa que “tomou todas as medidas necessárias para a segurança do evento, conforme exigências da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Justiça, além de contar com apoio irrestrito das polícias, tanto que a PM rapidamente prendeu os acusados”.

A nota enfatiza ainda que  “as medidas exigidas pelas autoridades foram tomadas, como revista pessoal no portal de entrada, disponibilização de segurança privada, equipe de brigadistas e pronto-socorristas, ambulâncias e policiamento interno realizado pela Polícia Militar. Essa estrutura foi prontamente mobilizada. Junto à Polícia, os acusados presos em flagrante confessaram a intenção de cometer o crime devido a uma rixa antiga e externa ao ambiente da festa. Além da brutalidade e violência serem condenadas pelos organizadores, pelas autoridades e pela sociedade, é lamentável que a tragédia tenha ocorrido no ambiente da festa, em um momento de resgate desta que é um dos ícones do lazer e do entretenimento na região”.

A Cabeludo Eventos “se solidariza com a família da vítima, destaca a rápida atuação das polícias de Adamantina na prisão dos envolvidos e esclarecimento do crime e confia que a Justiça punirá seus autores, com o rigor que a sociedade espera. Ressalta ainda o reforço na segurança para a maior tranquilidade dos visitantes, nos próximos dias do Adamantina Rodeo Festival”, encerra a nota.

Orientação

O delegado Ricardo Dourado orienta os jovens que irão o Adamantina Rodeo Festival para que não vá armados e evitem qualquer tipo de discussões. “Ao eventualmente esbarrar em alguém, peça desculpas e vá embora. Evite tirar satisfações e iniciar uma briga que pode terminar em um crime. Local de festa é para se divertir”, enfatiza.

O capitão PM Júlio Romagnoli, da 2ª Cia de Adamantina disse ao GI Notícias que “a população da região pode aproveitar a festa com tranquilidade, pois, a Polícia Militar está atenta e prestará apoio à equipe de segurança particular contratada para assegurar a ordem durante o evento”.

GI Notícias

Operação Camiseta Vermelha prende em flagrante dono de bar

Um comerciante de 61 anos foi preso por posse ilegal de arma de fogo na manhã desta quinta-feira (6), em Pirapozinho. De acordo com as informações do delegado Marcelo Costantini, durante buscas realizadas pela Operação Camiseta Vermelha, que apura supostos crimes eleitorais no pleito municipal deste ano, uma vistoria foi realizada no bar do autor e foi encontrada uma pistola de calibre 765. O homem preso foi candidato a vereador nas eleições municipais deste ano, entretanto, não foi eleito.

Conforme Costantini, a Polícia Civil recebeu denúncias de que estaria havendo a distribuição de camisetas e bebidas alcoólicas, momento em que as equipes passaram a fazer monitoramento no município. “Na data das eleições encontramos muitas pessoas com as camisetas alusivas a um determinado grupo político em diversos locais da cidade”, disse.

Operação foi realizada na manhã desta quinta-feira (6) (Foto: Sandro Bittencourt/TV Fronteira)Operação foi realizada na manhã desta
quinta-feira (6)
(Foto: Sandro Bittencourt/TV Fronteira)

Ainda segundo o delegado, algumas pessoas causaram tumulto, sendo conduzidas à delegacia. Todos os envolvidos tiveram as camisetas apreendidas, sendo constatados “que todas elas eram idênticas”. “Alguns eleitores que também receberam essas camisetas as apresentaram na delegacia, as quais eram também iguais às demais apreendidas”, ressaltou.

Em razão do grande número de festas na véspera da eleição e das bebidas distribuídas, segundo o profissional,  foram registradas diversas ocorrências envolvendo pessoas embriagadas, entre elas, duas tentativas de homicídio e um disparo de arma de fogo, este último se deu em um desses locais de distribuição de bebidas.

Devido às suspeitas, foram realizadas diligências pelo município e envolvidos foram identificados. “Diversos eleitores foram aliciados por meio de pessoas que trabalhavam para os candidatos, e também, em alguns casos, pelos próprios candidatos, diretamente. Eleitores, em geral de baixa renda e escolaridade, eram procurados e ofertava-se uma quantia em dinheiro e a camiseta alusiva à chapa, eles, então, deveriam votar nos candidatos indicados, usar a camiseta no dia da eleição e andar pela cidade com ela”, informou Costantini.

O delegado ainda ressaltou que, caso o partido vencesse as eleições, os eleitores receberiam premiações. “Em caso de vitória dos candidatos, o valor inicialmente ofertado seria dobrado. Ainda, as pessoas que compravam votos, aproveitando-se da simplicidade dos eleitores aliciados, anotavam o número do título de eleitor, RG e CPF deles, e diziam que com isso saberiam em quem tinham votado, e caso não votassem neles não receberiam a quantia prometida. Portanto, sempre é importante a orientação no sentido de que o voto é secreto”, pontuou.

Arma estava no bar de um candidato a vereador destas eleições (Foto: Polícia Civil/Cedida)Arma estava no bar de um candidato a vereador
nestas eleições (Foto: Polícia Civil/Cedida)

Nas diligências realizadas pela Polícia Civil, foram identificados diversos eleitores que confirmaram a venda do voto, de acordo com o responsável pelas investigações. “Eles foram ouvidos e apresentaram as camisetas que receberam, as quais foram apreendidas, e, em um dos casos, o eleitor entregou a quantia recebida em espécie para apreensão. Também foram obtidas fotografias da distribuição de bebidas alcoólicas em que as pessoas trajavam camisetas e faziam referências ao número de determinado grupo político”, informou.

Diante das informações e dos objetos apreendidos, foram emitidos mandados de busca e apreensão em nove endereços de pessoas envolvidas na compra de votos, conforme o delegado. “Dentre os locais averiguados, estão imóveis de candidatos que foram eleitos para cargos tanto no Executivo quanto no Legislativo, bem como locais em que distribuíram camisetas e bebidas”, alegou.

Material foi apreendido nas investigações (Foto: Polícia Civil/Cedida)
Material foi apreendido nas investigações
(Foto: Polícia Civil/Cedida)

Costantini ainda afirmou que os itens encontrados confirmaram o que estava sendo apurado. “Diversas listas com nomes de eleitores, anotações sobre quais já tinham recebido e para os quais ainda faltava fazer o pagamento, muitas camisetas idênticas às já citadas, algumas que não tinham sido distribuídas, comprovando-se que a distribuição partiu dos próprios candidatos, foram encontrados”, disse.

O delegado ainda explicou que as diligências e investigações continuarão, com base em análise nas “diversas provas obtidas”. “Os crimes eleitorais ficaram configurados com as provas que colhemos, mas isso não fez com que a investigação fosse finalizada. As apurações vão continuar, sendo que ao final delas podem ser efetuadas prisões”, finalizou.

As investigações, realizadas pela Polícia Civil e pelo Ministério Público, foram requisitadas pela Justiça Eleitoral, ainda conforme Costantini.

Outro lado
Ao G1, Orlando Padovan (DEM), prefeito reeleito em Pirapozinho, afirmou que “não tomou conhecimento oficial” sobre a operação, porém, garante que está com a “consciência tranquila”. “Posso garantir que não comprei votos e não autorizei ninguém a comprar. Nossa campanha foi limpa, feita com transparência, baseada no plano de governo e na administração que eu já vinha fazendo”, ressaltou.

Ainda segundo o prefeito, não houve compra de camisetas por parte de seu partido. “Não comprei camisetas e não autorizei pessoas a comprarem, até porque eu sei que isso é ilegal. Eu realizei um trabalho limpo, paguei as dívidas da Prefeitura, realizei obras e fui reconhecido pela população. Por isso, fui reeleito”, ressaltou Padovan ao G1.

Camisetas foram encontradas nas casas dos suspeitos (Foto: Sandro Bittencourt/TV Fronteira)
Camisetas foram encontradas nas casas dos suspeitos (Foto: Sandro Bittencourt/TV Fronteira)
G1 Prudente

Pirapozinho: Tombamento de caminhão mata motorista na Assis Chateaubriand

Um homem de 43 anos morreu vítima de acidente de trânsito na manhã desta quinta-feira (6), em Pirapozinho, depois que o caminhão que ele conduzia tombou na altura do km 462 da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425).

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o acidente aconteceu por volta das 8h10 e o motorista teve uma parada cardíaca e foi encaminhado para o Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente. Ainda de acordo com a polícia, a pista não foi interditada, pois o veículo, com placas de Água Boa (MT), tombou no acostamento.

O HR informou que o paciente deu entrada por volta das 8h45 na unidade de saúde, inconsciente e em estado considerado grave pelo corpo clínico. “Ele foi imediatamente atendido pela equipe de emergência, que tentou reverter o seu quadro de saúde, no entanto, devido à gravidade do caso, o paciente foi a óbito às 9h40”, explicou o hospital.

 G1. Prudente

Procurado pela justiça é capturado em Presidente Epitácio

Na noite do dia 03 de outubro de 2016 (segunda-feira), Policiais Militares de Presidente Epitácio/SP capturaram um indivíduo procurado pela Justiça no município.

Os patrulheiros suspeitaram das atitudes do homem, que pulava o portão de uma residência na Rua Rio Branco, sendo submetido à abordagem e constatado que havia contra ele um Mandado de Prisão em aberto, sendo assim o conduziram-no ao Plantão de Polícia Judiciária para adoção das medidas legais e permaneceu à disposição da Justiça.

Presidente Prudente: Espetáculo e oficina levam o público a refletir sobre o envelhecimento

O Sesc Thermas de Presidente Prudente realiza nesta quinta-feira (6), uma oficina como parte das comemorações do Dia Internacional do Idoso. Já na sexta-feira (7), será apresentado na unidade, o espetáculo “Mamute”, como forma de levar o público a refletir sobre envelhecimento, expressividade e potencialidades do corpo na terceira idade.

A oficina tem início às 10h, na área de convivência da unidade, com atores da Cia. do Mofo, de São Paulo. A atividade pretende através de um compartilhamento entre atores e participantes, integrar gerações e expandir a discussão sobre a conscientização do envelhecimento da população brasileira em sua própria cidade.

A oficina ainda busca utilizar ferramentas artísticas para debates sobre as questões que envolvem essa faixa etária. Serão analisados preconceitos e discriminações sustentados socialmente, recuperando nos cidadãos a ideia de colaboradores ativos, verdadeiros artistas responsáveis pela memória da sociedade em que estão inseridos.

A oficina é gratuita, porém as inscrições devem ser feitas na Central de Atendimento do Sesc.

Teatro
Na sexta-feira (7), às 19h, a própria Cia. do Mofo apresentará o espetáculo “Mamute”, na área de convivência da unidade, com entrada gratuita.

A peça apresenta uma situação onde um famoso prédio de moradias, no centro de São Paulo está em sua fase final de desapropriação, prestes a ser demolido. O corpo de uma mulher é encontrado 42 anos após a sua morte, sem que ninguém tenha sequer percebido sua ausência. Este é o eixo principal de “Mamute”.

A obra foi criada a partir de uma manchete croata de 2008 e rompe com o realismo da notícia de jornal e os personagens, entre eles os vizinhos, faxineiros, uma equipe de TV e até mesmo a poltrona onde o corpo repousava, que especulam sobre o motivo da morte.

 G1 Presidente Prudente

MP e Polícia Civil deflagram operação para combater desvio de verbas

Deflagrou na manhã desta quinta-feira (6), em Sandovalina, a “Operação Tanque Cheio”, realizada pelo Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Civil. A ação visa combater o desvio de verbas, tráfico de influências, corrupção passiva e possíveis crimes eleitorais. Nas investigações, conforme o MPE, foi apurado o desvio de combustíveis, doações irregulares de terrenos públicos e fraude na aquisição de medicamentos.

Mandados de prisões devem ser cumpridos durante a ação. As equipes de investigação recolheram documentos no Posto de Saúde, na Prefeitura e na residência de um dos suspeitos. Até o momento, seis pessoas foram detidas e encaminhadas à delegacia para prestar esclarecimentos.

Policiais recolheram documentos no posto de saúde (Foto: Katiuscia Reis/Tv Fronteira)
Policiais recolheram documentos no posto de saúde (Foto: Katiuscia Reis/Tv Fronteira)

Encontrado maior fóssil de dinossauro do Brasil em Presidente Prudente

Cientistas de várias instituições do país anunciaram na manhã desta quarta-feira (5) a descoberta do maior dinossauro já encontrado no Brasil. Com dimensões de 25 metros de comprimento, o fóssil foi encontrado em Presidente Prudente, no interior do Estado de São Paulo.

A descoberta, anunciada no Museu de Ciências da Terra, na Urca, Zona Sul do Rio, revela novas informações sobre as espécies que habitaram o território brasileiro há milhares de anos. O Austroposeidon magnificus, como foi chamado, teve vértebras do pescoço e da coluna vertebral encontradas.

Com base nas características anatômicas, o animal pode ser classificado no grupo dos titanossauros, que eram dinossauros herbívoros com um corpo bem desenvolvido, pescoço e cauda longa e um crânio relativamente pequeno. Eles habitaram o mundo principalmente durante o período cretáceo, nas áreas onde atualmente são a América do Sul, a África, a Antártida e a Oceania.

A descoberta do fóssil aconteceu na década de 50, pelo paleontólogo Llewellyn Ivor Price, que faleceu em 1980 e não chegou a ver sua descoberta reconhecida.  A demora no anúncio se deve ao tempo necessário para estudar o material.

“Price se preocupou em criar um ambiente de pesquisa. É graças a isso conseguimos criar uma equipe que vem trabalhando, um laboratório adequado e fazer os trabalhos científicos que precedem uma grande descoberta”, afirmou o diretor do Museu de Ciências da Terra, Diógenes Campos.

Alex Kellner, paleontólogo do Museu Nacional/ UFRJ, destaca que uma das principais causas da demora foi a falta de dinheiro e apoio à ciência no Brasil.

“Apenas quando tivemos financiar uma pesquisa continua e que pudemos fazer essa preparação. Também não é um material fácil de manusear. Por último, temos que lembrar que paleontologia não é só feita no Rio”, explicou Kellner.

A tecnologia também ajudou a desvendar os segredos do maior dinossauro brasileiro. Um aparelho de tomografia foi usado para analisar o material encontrado, para estudar a parte interna dos ossos. O estudo revelou características novas para os titanossauros, como anéis de crescimento intercalados com um tecido ósseo mais denso, cujo significado ainda não foi compreendido completamente pelos pesquisadores.

Para que o material ainda tivesse condições de estudo mais de 50 anos depois, o cuidado foi fundamental para preservar os ossos. Eles ficaram em prateleiras de madeira, com temperatura ambiente controlada e a retirada cuidadosa de todos os sedimentos de terra e rocha.

No Brasil, já foram descobertas nove espécies de titanossauros. Antes da descoberta, o maior era o Maxakalisaurus topai, com mais de 13 metros de comprimento.

“Essa espécie entra para o hall das espécies brasileiras e mostra que temos um gigante”, destacou Camila Bandeira, aluna do doutorado do Museu Nacional/ UFRJ e que participou da pesquisa.

De acordo com o diretor do Museu de Ciências da Terra, o Brasil ainda pode descobrir parte de seu passado e até espécies que podem rivalizar em tamanho com o dinossauro anunciado nesta quarta (5).

“A região central do Brasil é riquíssima e com certeza possui muitas descobertas a fazer”, revelou Diógenes Campos.

O estudo é um esforço conjunto de pesquisadores do Museu de Ciências da Terra, do Museu Nacional/UFRJ, da Petrobras, e da Universidade Federal de Pernambuco. O estudo foi financiado pela Faperj e pelo CNPq.

Descoberta do fóssil foi anunciada no Museu de Ciências da Terra, na Urca, Zona Sul do Rio (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Descoberta do fóssil foi anunciada no Museu de Ciências da Terra, na Urca, Zona Sul do Rio (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Fóssil foi encontrado em Presidente Prudente, no interior do estado de São Paulo. (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Fóssil foi encontrado em Presidente Prudente, no interior do estado de São Paulo. (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Animal pode ser classificado no grupo dos titanossauros (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Animal pode ser classificado no grupo dos titanossauros (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Fóssil será exposto no Museu de Ciências da Terra (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Fóssil será exposto no Museu de Ciências da Terra (Foto: Cristina Boeckel / G1)
G1