terça-feira, 23 janeiro, 2018

Cuidados com os ouvidos devem aumentar durante o verão

Segundo especialista casos de infecção aumentam em mais de 80% neste período

As altas temperaturas que chegam com o verão são um convite para diversão e frescor em ambientes aquáticos, como piscinas e praias. Porém, além dos cuidados e alertas com a proteção solar, também vale a pena prestar atenção aos ouvidos, que são mais sensíveis em relação à entrada de água.

Segundo o otorrinolaringologista da Clínica Dolci em São Paulo, Dr. Eduardo Landini Lutaif Dolci, os casos de infecções no ouvido aumentam durante o verão, com 80,5% comparado a pouco mais de 19% do restante do ano. Ao mergulhar ou nadar, a água pode entrar na região e pessoas mais sensíveis podem ter problema com isso, já que o acúmulo de água no canal do ouvido pode causar a otite externa.

“O local fica úmido, o que facilita o crescimento de bactérias, provocando a dor de ouvido, que pode ficar bem forte após 3 ou 4 dias sem tratamento”, complementa o especialista.

Alguns sintomas como a sensação de entupimento, perda de audição temporária (enquanto durar a infecção), e zumbido (som tipo apito ou chiado no ouvido), caracterizam o problema. Ainda segundo o médico, para evitar isso é recomendável secar os ouvidos adequadamente após cada entrada na água. “Caso a água tenha entrado no ouvido e haja dificuldades para sair, movimente levemente a orelha ou deite de lado. Mas nunca utilize álcool, azeite ou qualquer outro líquido dentro dos ouvidos sem ter uma ordem médica: isto pode piorar o quadro ou causar outras lesões no ouvido”, finaliza o especialista.

(Minha Vida)

 

Ad

Outras notícias