Mãe alerta sobre os perigos de beijar o recém-nascido após ter que internar sua filha por causa de um beijo

  • Bebês precisam de atenção e carinho. Acontece que quando o afeto vem em forma de beijos, é preciso ter cuidado. Muitas mães sabem que recém-nascidos não têm o sistema imunológico forte, por isso pedem para os visitantes passarem álcool em gel ou lavarem as mãos, mas as mãos podem não ser o único perigo quando o assunto é preservar a saúde do recém-nascido.

  • Claire Henderson, que é uma mãe do Reino Unido, compartilhou o que aconteceu com sua filha recém-nascida, Brooke. Ela quer alertar outros pais do perigo dos beijos em recém-nascidos.

  • Henderson disse ao Buzzfeed News que Brooke nasceu, e, como de costume, muitas pessoas foram visitá-la. Um dos visitantes carregava o vírus herpes simples 1. A pessoa não parecia ter o vírus, mas a transmissão pode ser feita pela saliva.

  • Enquanto Henderson amamentava a bebê uma noite, ela notou feridas na boca de sua filha e lábios inchados.

  • Imediatamente ela a levou ao hospital. “Se eu tivesse demorado para levá-la, a doença poderia ter se espalhado e – pior – poderia ser fatal”, disse Henderson ao Buzzfeed News.

  • Os médicos confirmaram com testes que Brooke não teve qualquer dano ao cérebro ou ao fígado. A bebê teve que ficar internada por cinco dias e então voltou para casa recuperada.

  • Henderson alertou em postagem dos riscos de beijar um recém-nascido:

  • “Por favor, compartilhe isso com todas as novas mães e mulheres grávidas que você conhece… herpes podem ser fatais para um bebê. Antes de 3 meses, um bebê não consegue lutar contra o vírus da herpes. Se um bebê contrai, isso pode causar danos ao fígado e cérebro e levar à morte. Eu sei que pode parecer que eu quero assustar, mas se minha amiga não tivesse me contado sobre isso, minha bebê poderia ter ficado gravemente doente. Eu notei os sinais cedo e a levei para A&E, agora estamos no hospital há 3 dias e temos mais 2 ainda. Ela teve muita SORTE, todos seus testes estão ok. A moral da história é NÃO deixe ninguém beijar a boca do seu bebê recém-nascido, mesmo se parecer que a pessoa não tenha herpes – 85% da população carrega o vírus. E se alguém estiver com feridas, peça para ficar longe até que a ferida desapareça. Todos com quem eu falei até agora, nunca tinham ouvido falar disso antes, então eu senti que era importante compartilhar a história de Brooke e aumentar a conscientização para impedir que qualquer outra pessoa passasse por isso.”

(Família.com