quinta-feira, 26 abril, 2018

Presidente Prudente chega a 275 casos de leishmaniose canina no ano

Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) divulgou nesta quinta-feira (21) a confirmação de mais 22 casos positivos para Leishmaniose Visceral Canina em Presidente Prudente. Desse total, 21 são autóctones, ou seja, contraídos no próprio município, e um é importado. Com esses novos resultados, a cidade chega agora a 275 casos confirmados da doença neste ano, com 264 autóctones e 11 importados.

Entre os bairros com confirmações de leishmaniose canina neste último balanço, destacam-se o Parque Imperial e o Jardim Sabará, com dois casos cada. Já nos bairros Vila Haruo Uoya, Jardim Augusto de Paula, Residencial Dayane, Montalvão, Jardim Bela Vista, Residencial Monte Carlo, Residencial Anita Tiezzi, Parque Primavera, Vila Santa Helena, Jardim Bongiovani, Cidade Universitária, Mário Amato, Jardim Cinquentenário, Jardim Santa Fé, Jardim Jequitibás, Jardim Humberto Salvador, Parque Jabaquara e Watal Ishibashi houve um registro em cada.

O coordenador do CCZ, Célio Nereu Soares, orienta a população a estar sempre atenta a eventuais sinais da doença. “Caso o cão apresente feridas pelo corpo, unhas grandes, secreção nos olhos, queda de pelo e emagrecimento, leve o animal até o CCZ para realizar o exame para detectar a leishmaniose, bem como utilizar coleiras com repelente”, alerta.

G1

Ad

Outras notícias